PUBLICIDADE

Página Principal : História


Tarô egípcio - Ciência ou mito?



No Egito antigo, existiam algumas formas de oráculo, mas nenhuma conhecida que usasse modelos, cartas, lâminas ou qualquer coisas do gênero semelhante ao tarô. Mas então como surgiu a idéia de um jogo de tarô egípcio?
Bem, ao que parece, Court de Gebelin, no seu livro Monde Primitif, editado em 1781, tornou-se o primeiro a registrar uma relação entre o tarô e o Egito antigo.
Na obra, o autor citou um suposto Livro de Thot, que possuía 77 ou 78 folhas (ou imagens) que de certa forma estavam ligadas aos segredos desse tipo de oráculo. Entretanto, nada disso é comprovado cientificamente, mantendo-se assim na esfera da tradição mística.
Logo, tal idéia se espalhou pela Europa e nos séculos 19 e 20 diversos tipos de tarôs egípcios foram produzidos. Isso demonstra, em um certo sentido, a fascinação que o misterioso Egito exercia (e ainda exerce) nas diversas sociedades ao longo do tempo.
Para a egiptologia, isso é conhecido como egiptomania e pode ser traduzido como o reúso de elementos da civilização egípcia em um novo contexto. Com o advento da egiptologia como ciência no século 19, os tarôs passaram a ter uma maior sofisticação nos seus elementos egípcios, provavelmente em função das novas descobertas e publicações científicas. Afinal de contas, nessa época já era possível compreender os hieróglifos e parte da religião egípcia.
Os oráculos, no período dos faraós e ptolomeus, possuíam uma relação com os deuses, que lhes respondiam auxiliados pelos sacerdotes. Tomando por base a pesquisa de uma colega brasileira, oráculos mais populares escreviam a resposta positiva e negativa separadamente em pedaços de papiro. Elas deveriam ser lançadas em um determinado local sobre as paredes do templo. O sacerdote do outro lado devolvia uma delas (teoricamente ao acaso) e esta então se tornava a ?resposta do deus? para aquela situação.
O uso de oráculos parece ser uma saída (e prevenção também) para os dilemas da vida a que os grupos humanos são submetidos. Elas estão presentes em diversas culturas, tanto do passado, cujo exemplo aqui é o Egito dos faraós, quanto do presente. Nisto podemos ver um ponto de contato das várias formas de predição.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Uma Sínteses De Muitos Conhecimentos
- Pharaonic Egito
- MistÉrios EgÍpcios Ii
- Os Motivos Para A Escravidão Do Povo Hebreu No Egito Antigo
- O Olho De Rá - As Luas Dos Egípcios
- A Mulher No Egito Antigo.
- Brincadeiras Com Bola - Egípcios Jogavam Queimado?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online