PUBLICIDADE

Página Principal : História


O Caso Dreyfus - 2ª Parte



O Caso Dreyfus - 2ª Parte

O dossiê foi depois reexaminado e descobriu-se que a letra não era de Dreyfus e sim de Esterhazy. A notícia vazou para a imprensa e sua esposa pediu a revisão do processo, negada pelas autoridades. O substituto de Sandherr, coronel Picquarter, autor da descoberta foi removido para a Tunísia. Houve grande mobilização na França e Dreyfus foi trazido de volta da Ilha do Diabo e julgado pela 2ª vez. Condenado a 10 anos de prisão, foi posto em liberdade por concordar em renunciar á apelação. Três anos depois foi declarado inocente, voltando a Escola Militar, recebeu a cruz de cavaleiro da Legião de Honra. Sua absolvição deveu-se a um novo inquérito exigido pelo então ministro da Guerra André, que comprovou a existência do Dossiê com documentos forjados. Alfred Dreyfus serviu o exército francês por mais um ano. Ao atingir o posto de Major, passou á reserva. Depois, aos 59 aposentou-se e viveu discretamente em Paris. Morreu em julho de 1935, aos 76 anos.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- A Queda Da Bastilha
- General Patton
- Quem Foi Armstrong Custer?
- Bobby Fischer - Qi Entre 437 E 597
- República Dominicana
- Rompendo O SilÊncio
- Tribunal Do Júri: Inovações

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online