PUBLICIDADE

Página Principal : História


Revolução liberal



Revolução liberal

A revolução liberal começou em 1820 com uma espécie de golpe militar, conhecido pelo Pronunciamento Militar de 24 de Agosto de 1824.
A partir de então formou-se uma junta provisória do Governo do reino para governar o país enquanto se preparavam eleições e se elaborava uma nova Constituição.
Os revoltosos de 1820 defendiam o fim do absolutismo e da sociedade de ordens, enfim o fim do Antigo Regime, ficando conhecidos por liberais vintistas.
Mas mesmo entre os liberais, havia divisões e a Martinhada foi disso um exemplo.
A família real continuava no Brasil e quando se fizeram as eleições para as cortes não houve um partido que vencesse com maioria. Portanto, havia muita divisão nesta fase da revolução.
Em Junho de 1821 o Rei D. João VI regressou do Brasil para jurar e fazer cumprir a nova Constituição que foi aprovada apenas em 1822.

No entanto, mesmo entre a família real havia divisões a nível de ideologia política. Identifiquem-nas?
D. Carlota e seu filho aliaram-se aos conservadores pois pretendiam restaurar o absolutismo.
D. João VI e seu filho mais velho D. Pedro IV eram mais defensores das ideias liberais.
Além do descontentamento dos portugueses, como por exemplo da burguesia, havia muita divisão entre o que seria melhor: um regime absolutista ou um regime liberal.
Como houve uma mudança em 1820 para o regime liberal, pensava-se que a situação do país melhoraria, mas nem por isso.
Como ficou conhecida essa tentativa?
Vilafrancada.

Com a Vilafrancada, D. Miguel impôs o absolutismo, mas o seu pai conseguiu dominar a situação.
D. Miguel tentou novamente no ano seguinte impôs o absolutismo ? Abrilada ? mas foi novamente derrotado e expulso do país.

D. João VI reina o país de que forma a partir da Abrilada?
D. João VI retirou a chefia do exército a D. Miguel, obrigou a abandonar o pais e passou a governar o reino num regime absolutismo moderado até à data da sua morte 26 de Março de 1826.
De Abril de 1824 até Março de 1826, D. João VI governou de forma absoluta mas moderada, o que levou muitos dos liberais revoltosos de 1820 a abandonar o país e seguirem para Inglaterra, França e Açores?

Quando D. João morreu deveria suceder-lhe o seu filho mais velho D. Pedro IV, mas este recusou o trono português! Porquê?
Porque era imperador no Brasil e não quis trocar o Brasil por Portugal.
Mas apresentou uma proposta solução para a sucessão ao trono. Qual?
A sua filha que contava com 7 anos, D. Maria da Glória

E esta foi prometida em casamento ao tio D. Miguel que se encontrava em Viena e que seria regente até a sua maioridade.
Portanto um casamento entre tio e sobrinha, desde que ele respeitasse um novo documento que D. Pedro IV apresentou para Portugal e que seria uma forma de satisfazer os absolutistas e os liberais. Que documento era esse? A carta Constitucional.

Quando D. Miguel chegou a Portugal esqueceu-se de todos os compromissos assumidos perante o irmão e a rainha, sua futura esposa, D. Miguel assumiu um poder verdadeiramente absolutista, dissolvendo as cortes e convocando-as á moda antigo e foi aclamado rei absoluto.

Vamos ver no que deu a traição de D. Miguel a seu irmão que ficara no Brasil a pensar que tudo iria correr conforme jurado.
Vamos ver a situação agora do ponto de vista do comum das pessoas: os portugueses!
Tínhamos um sucessor legítimo ao trono que trocou uma ex-colónia que ele próprio declarou como independente de Portugal que recusou o trono português.
Propôs uma filha de 7 anos que nunca tinha estado em Portugal.
Por outro lado, um irmão que foi falso, desonesto porque jurara um acordo e falhou com esse acordo logo que pôde.
Portanto, havia portugueses a favor de D. Pedro IV porque era liberal e portugueses que eram a favor de D. Miguel que apesar de falso era patriota, defendia Portugal acima de tudo, mas absolutista.
Esse problema e essa divisão entre liberais e absolutistas acabaram com uma guerra civil que durou entre 1832 e 1834!
Descrevam agora os principais momentos dessa guerra civil!
Abdicou do trono brasileiro e vai para o continente combater com seu irmão.

Como acabou a guerra civil?
O exército absolutista foi surpreendido pelas forças liberais, muitos apoiantes de D.Miguel abandonaram-no condenando à morte o absolutismo.
Portanto os liberais venceram e como ficou o governo de Portugal?
Então assinaram a paz em 27 de Maio de 1834 D. Miguel e D. Pedro e os liberais estabeleceram condições; apesar de todas as dificuldades persistiu a monarquia constitucional.
D. Pedro IV ficou a reinar, mas ele morreu pouco depois. Depois da morte de D. Pedro subiu ao trono
D: Maria II.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Regentes De Portugal
- Imperio No Brasil
- A Explicações Do Combate Pombalino à Companhia De Jesus
- Primeiro Reinado
- Líbero Badaró
- A Revolução De 1830
- Período Regencial (texto 2)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online