PUBLICIDADE

Página Principal : História


Enéias de troia



Enéias de troia

EnéiasPB ou EneiasPE (do latim Æneas, do grego ???????) foi um chefe troiano, filho de Anquises e de Afrodite (a romana Vénus). Na Guerra de Tróia lutou valorosamente, e tornou-se o mais importante chefe Troiano após a morte de Heitor. Era casado com Creúsa, filha do rei Príamo. Tinha um filho, Iulo (na literatura romana Ascânio)Mito
Na tomada de Tróia,
a mãe aconselha-o a deixar a sua pátria juntamente com o seu pai e o
seu filho, Iulo/Ascânio, pois estava-lhe reservado um destino mais
glorioso: Tróia reviveria na sua descendência. Levou o velho pai às
costas, o filho Ascânio pela mão e a mulher Creúsa ia atrás dele. A sua
mãe divina ajudou-os a sair da cidade em segurança. Mas algures pelo
caminho Creúsa desapareceu. Mais tarde apareceu a Eneias e disse-lhe
que tinha sido raptada por Cibele. Levou ainda os Penates troianos, divindades que protegiam o Estado, os governos e as instituições que regem um e o outro para assim fundar uma nova cidade.
Foge então de Tróia Eterna, que ardia em chamas, e vagueia pelo Mar Mediterrâneo em busca de uma nova pátria. Os Troianos pedem então conselho a Apolo,
que os manda ir para a terra de onde era originário o seu primeiro
antepassado. Anquises, douto nessa matéria, afirmava que em dias muito
remotos, antes do Rei Tros fundar a cidade de Tróia, vivia na Frígia um rei chamado Teucro, cuja filha, Bátia, se casara com Dardáno, pai de Trós. Acreditavam que Teucro viera da ilha de Creta.
Puseram-se então a caminho. Ao terceiro dia aportaram em Creta, onde
começaram imediatamente a construir uma cidade a que Eneias chamou Pérgamo.
Lavraram a terra e semearam-na, e parecia que tudo ia correr bem, mas,
inesperadamente, todo o seu trabalho foi destruído. Uma terrível seca
arruinou as colheitas e desencadeou uma epidemia que se alastrou entre
os troianos. Anquises interpretou isto como um sinal evidente da
desaprovação divina, e aconselhou Eneias a voltar ao templo de Apolo,
na Ilha de Delos, para receber novas instruções do oráculo. Na véspera da partida, os numes tutelares apareceram a Eneias e disseram-lhe que ele deveria ir para o local de origem de Dárdano, antes chamado Hespéria, agora Itália. Contando isto ao pai, Anquises lembrou-se que Cassandra profetizara que uma nova Tróia erguer-se-ía na Hespéria. Mas, claro, todos acharam que ela estava louca.
Puseram-se de novo a caminho. Os Troianos encontraram-se com a Harpias, mas, ao contrário dos Argonautas, fugiram delas. Chegaram a Épiro, terras onde se tinham estabelecido Heleno e Andrómaca. Heleno disse-lhe o que ia acontecer e o que ele deveria fazer.
A seguir estiveram na ilha do ciclope Polifemo, e salvaram um homem, Aqueménides, que fora deixado para trás pelos Argonautas. Anquises, já velho, morreu antes de deixarem a Sicília.
Depois de muito tempo aporta em Cartago e, por artimanhas de Vénus e Cupido, torna-se amante de Dido,
rainha e fundadora da cidade africana. Primeiro tinha sido Hera quem
queria isto, para Eneias ficar com Dido e não chegar a Itália, mas
Afrodite viu que o amor da rainha podia ser proveitoso para Eneias.
Porém não era ainda esse o seu destino final. Hermes, enviado por Zeus,
pergunta-lhe por que estava ele construindo uma cidade que não seria do
seu filho, para a sua descendência. Eneias fugira de Tróia para não se
submeter aos gregos e estava agora a submeter-se a Dido e seus
conterrâneos! Adverte-o, então, para que deixe Cartago e funde uma
cidade e um reino para os seus. Ao deixar a cidade, mesmo a
contragosto, vê Dido, extremamente apaixonada, suicidar-se numa pira
funerária que tinha mandado fazer na sua fortaleza.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Priamo
- A Fúria Dos Deuses
- Agamemnon
- Heitor
- Principe PÁris De Troia
- Odisseu
- Quem Foi Aquiles

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online