PUBLICIDADE

Página Principal : História


IMPERADOR ANTONIO PIO



Antonino Pio (19 de Setembro 86 - 7 de Março 161) foi Imperador romano pertencente à dinastia dos cinco bons imperadores. Sucedeu a Adriano,
que o adoptara como filho. Foi denominado "Pio" precisamente pelo fato
de haver insistido na deificação de seu pai adotivo e na validação dos
seus atos pelo Senado romano,
o qual ressentia-se das políticas autoritárias de Adriano. Leve-se em
conta que aí estava em jogo algo mais que simples devoção filial: como
conta Dio Cássio, Antonino acreditava que, fossem os atos de Adriano
invalidados em bloco, o primeiro dos seus atos a ser questionado na
prática seria a adoção do próprio Antonino. A ratificação dos atos de
Adriano, foi, portanto, levada a cabo, sob o estímulo de Antonino ter
comparecido ao Senado com um destacamento da guarda pretoriana.
Antonino, não obstante, exerceu o poder em contato constante com o
Senado, cujo papel cerimonial aceitava, ainda que não lhe cedendo
qualquer parcela de poder real; contrariamente a Adriano, permaneceu em
Roma durante todo o seu reinado. Realizou uma política de austeridade,
não realizando grandes edificações nem conquistas militares - salvo um
deslocamento para Norte da fronteira da Britânia, após as campanhas do general Lolius Urbicus, que resultou na construção de um novo muro, a Muralha de Antonino, ao Norte da Muralha de Adriano, na fronteira entre as atuais Inglaterra e Escócia.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Marco Aurélio
- Imperador CÓmodo
- Imperador Trajano
- Heliogábalo
- Imperador Tito
- Orações
- Imperador Caracalla

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online