PUBLICIDADE

Página Principal : História


O Carnaval que passou



É verdade que a maior das nossas representações folclóricas, o Carnaval, se transformou numa vistosa ópera popular, voltada principalmente para as elites e para o turismo. No entanto, é bom não esquecer que as escolas de samba nasceram de pequenas aglutinações de sambistas que foram batizadas de blocos, que ainda hoje subsistem em sua formação original. Em pleno Carnaval do século 21, mantendo-se distante da moderna tecnologia eletrônica que as escolas de samba utilizam fartamente, é um prazer se notar que os blocos de rua ainda são um elemento importante nos festejos de Momo.

Um desses blocos mais curiosos é o ?Concentra mas não sai?, criado pela cantora Beth Carvalho e amigos, que se reúnem em Laranjeiras. Como o nome diz, o Bloco se concentra, mas nunca sai! A turma da batucada permanece no local durante todo o carnaval cantando samba e recebendo os convidados, famosos ou não, que vão lá dar uma canja. Mais curioso ainda é o fato de que um grupo de mulheres que cumprem pena no presídio Talavera Bruce, inspiradas em Beth Carvalho, fundou um bloco homônimo, utilizando apenas um apêndice que explicita sem crueldade a própria condição da agremiação e seus membros. É o ?Concentra mas não sai mesmo?!

Outro antigo era o ?Chave de Ouro?, do Engenho de Dentro, que saía na 4ª feira de cinzas. Pressionadas pelos comerciantes, as autoridades proibiram o bloco, usando força policial para coibir o evento. A turma do bloco tomava cuidados para garantir e proteger os participantes: o local da concentração era secreto, a informação corria de boca em boca, criava-se uma falsa concentração para despistar a polícia. Tantos cuidados não evitavam o pior: a polícia se reorganizava, localizava o verdadeiro bloco em plena evolução, o confronto era inevitável, a porrada comia. Os membros do bloco, tratados como marginais, recebidos na base do cassetete, feridos e sangrando eram levados ao distrito policial, fichados, processados. Até que um dia o prefeito resolveu mudar tudo: em vez de ser perseguido, o bloco teria proteção policial e apoio do comércio, não só na concentração mas durante todo o desfile. Foi o fim, legalizou, perdeu a graça, o ?Chave de Ouro? acabou!

O ?Cordão do bola preta?, tem um dos mais tradicionais salões de dança no centro do rio de Janeiro (Cinelândia). Este famoso híbrido de bloco e banda faz seu desfile inicial no sábado, uma semana antes do Carnaval, antecipando o império do Rei Momo. O ?Cordão do bola preta? era o reduto de coroas, mas a tradição fez com que a comunidade do centro respondesse positivamente. Hoje o bloco está renovado, ganhou nome, todos desfilam juntos, agregando mais de dez mil participantes entre a comunidade e turistas.

Algumas bandas, como a ?Banda de Ipanema?, são famosas no mundo inteiro. Inicialmente a Banda era o reduto da esquerda festiva, representava privadamente o bairro que leva o nome. A geração que floresceu cultural e artisticamente no bairro, do cinema novo, da bossa-nova, atravessou os vinte anos do regime militar. Esta foi a base política da Banda de Ipanema, nascida para expandir suas manifestações, seus protestos, agravos e desagravos, mas que hoje sobrevive com poucos representantes.
O ?Bloco das Carmelitas? sai do antigo convento em Santa Teresa; ? o ?Vizinha faladeira?, de Santo Cristo faz o último desfile porque virou escola de samba; ? o ?Simpatia é quase amor? de Ipanema é o preferido dos turistas; ? o ?Suvaco de Cristo? sai do Jardim Botânico, justo embaixo do Cristo Redentor,daí o nome; ? o ?Cordão do boitatá? sai da Praça XV e fica lá mesmo; ? a banda ?Vem ni mim que sou facinha? é feminina e tem ares de bloco, por isso é popular; ? o bloco ?Meu bem eu volto já!? herdou do ?Mamãe eu vou às compras? os foliões e a irreverência; ? o ?Loucura suburbana? reúne os internos do Instituto Nise da Silveira; ? o ?Barbas? sai do Bar Barbas, em Botafogo, homenagem a Nélson Rodrigues Filho; ? o bloco ?Cachorro cansado? sai do Flamengo e pára em todos os postes para o ritual xixi; ? o ?Boca seca? tem formação afro-reggae, também o fumacê, razão da boca ficar... seca; ? o ?Bloco do Bonde?, reside dentro do bondinho de Santa Teresa; ? outro residente e flutuante é o ?Se melhorar afunda?, da barca Rio-Niterói alegrando os passageiros; ? o bloco ?Galinhas do meio-dia? é das mocinhas da noite de Copacabana, só desfila após as 12 h. E assim vai...


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Guerra Fria _ Paz Armada
- Pós-segunda Guerra _ A Reordenação Geopolítica
- Análise Sistemática Do Remate No Voleibol
- Mega Memória ? A Perestroika E A Reunificação Das Alemanhas
- Glasnost E Perestroika
- Materiais Para Construção De Veiculos Em Miniatura
- As Novas Fronteiras Da Europa

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online