PUBLICIDADE

Página Principal : História


África - Nigéria



Tem mais de 120 milhões de habitantes e uma densidade populacional de 131 hab./km2
Possuíndo território quase na totalidade cultivável ou adequado ao pasto, rica em recursos minerais e entre os maiores produtores mundiais de petróleo, a Nigéria poderia definir-se como a única verdadeira potência económica da África Negra.
Colónia de França até 1960, ano da sua independência, eclodiram os contrastes étnicos e tribais latentes, que a estrutura federal dada ao novo Estado não conseguia findar. As regiões meridionais tornam-se palco da primeira guerra civil africana, que teve uma grande difusão nos países desenvolvidos, travada entre Iorubas e Ibos, tendo estes tentado a socessão e proclamado a República do Biate.
Após o longo período de instabilidade política, nos anos setenta, dá-se a explosão da economía nigeriana, resultante da abundância de petróleo na zona do Delta do Níger e na sua exploração acelerada provocada pelo aumento a pique de procura mundial dessa matéria-prima.
A Nigéria tornou-se destino de grandes fluvos de imigração provenientes de todos os países da zona.
No início dos anos 80 as crises petrolíferas levaram à queda dos preços e os estrangeiros em situação irregular são expulsos do país, o que envolveu cerca de 2 milhões de pessoas, obrigadas a regressar por qualquer meio para os territórios de origem.
Mesmo assim, a Nigéria continua com uma grande densidade populacional, e um valor do rendimento médio por habitante reduzido, estando a concentração das receitas económicas nas mãos dos grupos do poder, bastante corrupto.
A estrutura urbana era essêncial, e além da gigantesca concentração urbanística de Lagos, conta também com um grande número de cidades com 200 000-300 000 habitantes que elevam a taxa de urbanização para os 50%. Mas estas estruturas eram pobres em infra-estruturas e serviços.
As perspectivas, no início do séc. XXI não são encorajedoras.
A Nigéria é banhada pelo mar em cerca de 1000km, sendo a sua costa baixa e plana em expansão pela contribuição do Delta do Níger e dos outros cursos de água menores, orlada por lagoas e ramificada através de numerosos braços fluviais, em centenas de ilhas e bancos de areia, cobertos pela explêndida floresta Equatorial.
Os seus dois grandes rios são o Níger e o Benue que, com os respectivos afluentes, drenam todo o país, à excepção do Iuruba meridional, sulcado por numerosos rios de pequeno curso.
Quanto ao clima, este país é geralmente quente, com claras características tropicais, a norte e enquatoriais a sul.
Também naste país, com flora e fauna característico do seu clima, houve necessidade de criar áreas ptotegidas. As estruturas e infra-estruturas necessárias para a extracção do petróleo, para além da caça furtiva e dos novos povoamentos em áreas teoricamente protegidas, levaram o estado a dividir o território, instituindo reservas de caça e parques nacionais. A floresta tropical humida do rio Omo foi declarada pela UNESCO como reserva de Biosfera.
Na Nigéria produz-se:
milho, arroz, sargo, inhame, mandioca, taro, cebolas secas, pimentos, tomates, amendoins, soja, noz de palma, noz de coco, cacau, pimenta gengibre, cana-de-açucar, tabaco, algodão, noz de cajú, citrinos, ananás, manga, papaia.

Indústrias de:
chumbo, estanho, veículos comerciais, gasolinas, amoníaco, fertilizantes, fibras sintéticas, cerveja, óleo de palma, açucr, papel, pasta química, cimento.
Recursos minerais:
carvão, gás natural, petróleo, estanho, gesso, caulino, mármore.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- África Sariana E Sudanesa - Política, Sociedade E Economia
- Geografia Do México
- África - Gana
- Eleições Em Angola
- História Do Estado Brasileiro De Alagoas
- Países: Outro Gigante, O Canadá
- República De Honduras

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online