PUBLICIDADE

Página Principal : História


Roberto I da Escócia



Roberto I (Roibert a Briuis, em gaélico medieval; Raibeart Bruis, em gaélico escocês; Robert de Brus ou Robert de Bruys em francês normando; Robert the Bruce em inglês moderno) (nasceu em Turnberry, Ayrshire em 11 de julho de 1274 e morreu no castelo de Cardoss, em 7 de junho de 1329) foi rei da Escócia de 1306 a 1329. Está sepultado na abadia de Dumfermline.Roberto Bruce foi dos maiores reis da Escócia e dos mais famosos guerreiros de sua geração. Comandou os escoceses durante as Guerras de Independência Escocesa contra a Inglaterra. Reivindicou o trono na qualidade de descendente (sexta geração) de Davi I da Escócia.
Segundo conde de Carrick, para se distinguir do pai e do avô, que
tinham o mesmo nome, se refere a ele frequentemente como Robert de
Brucce VIII. No fim da vida, leproso, refugiou-se no castelo de
Cardoss, na margem norte do Firth of Clyde. Era assim neto do Velho Competidor que, em 1286, quando morreu Alexandre III, tinha sido pretendente ao trono contra Baliol e contra os Comyns.
Primogênito, foi o sexto senhor de Annandale, Rei da Escócia em 1306. Seu pai, também chamado Robert Bruce (1253-1304), senhor ou Lord of Annandale, conde ou Earl of Carrick por direito da mulher, em 1271 era senhor do castelo de Turnberry. Passou a juventude na Inglaterra na corte de Eduardo I, a quem jurou fidelidade em 1296 enquanto conde de Carrick pois, na verdade, combatia Balliol. Renovou o voto de homenagem mais tarde em Carlisle.

A guerra da Independência

Robert de Bruce.

Pouco depois, com seus vassalos Carrick, uniu-se à revolta de William Wallace quando da verdadeira rebelião nacional. Obrigado a capitular em 1297, submeteu-se outra vez. Quando Wallace renunciou à Guarda da Escócia, Bruce e um sobrinho de Balliol, John "Red" Comyn o substituíram como guardiães conjuntos. Foi nomeado em 1298 um dos quatro guardiães da Escócia <1298>; não lutou contra Eduardo até o levante final de 1306 e esteve mesmo ao lado de Eduardo I em 1304 - mas parece ter tido então contactos com os defensores da causa nacional.
Uma das batalhas mais decisivas teve lugar em 1302. Teve lugar não na Escócia mas em Flandres quando em Courtrai,
a cavalaria francesa foi completamente destruída por um exército de
soldados da infantaria flamenga armados de lanças que enfrentaram os
cavaleiros antes de os massacrar. A batalha foi decisiva porque os
escoceses não estavam ganhando sua guerra contra os ingleses mas
Eduardo lutava em duas frentes, e achava cada vez maiores dificuldades.
Diversas campanhas inglesas na Escócia só haviam conseguido destruir
pela fome seus exércitos invasores. Mas com o rei francês sem exército,
pedindo paz a Eduardo, os escoceses só tinham uma opção: enfrentar ou
render-se. Para crédito seu, enfrentaram os ingleses até 1305.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Igreja Presbiteriana - História E Origem
- A Conquista Normanda
- Diferença Entre Grã Bretanha, Reino Unido E Inglaterra
- Inglaterra Ou Reino Unido?
- Formação Da Escócia
- O Início Da Formação De Inglaterra
- Os Ingleses E O Futebol

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online