PUBLICIDADE

Página Principal : História


Lendas e Mitos Sobre a Origem de Roma - Rómulo e Remo



Na sequência de um comentário de um leitor, que muito agradeço, resolvi publicar um resumo mais alargado sobre esta questão.
São dois os ciclos de lendas através dos quais nos chegou a origem de Roma: um ?troiano-latino? e outro ?sabino?.
No ciclo ?troiano-latino? o fundador da cidade, Rómulo, terá sido um descendente do herói troiano Eneias.
Eneias era filho de Anquises e de Vénus.
Depois de ter combatido valorosamente na defesa de Tróia, vencido pelos Anqueus, fugiu da sua cidade natal juntamente com a mulher Creusa, o filho Ascânio e o seu velho pai. Após várias peregrinações pelo Mediterrâneo, aportou à Costa do Lácia. Aqui Ascânio (filho de Eneias), terá fundado a cidade de Alba Longa e sido o seu primeiro rei.
A contenda pela sucessão ao trono de Alba Longa terá dado origem à série de acontecimentos que terminaram com a fundação de Roma.
No início do século VIII a. C., os dois filhos do rei Proca, Numitor, o legítimo herdeiro do trono, e Amúlio, disputaram a sucessão ao trono. Amúlio, não só destronou Numitor, como o privou de descendência, obrigando a sua filha, Reia Sílvia, a entrar no grupo das Virgens Vestais, que eram votadas à castidade. O deus Marte, apaixonado por esta, uniu-se-lhe e fez com que ela gera-se dois gémeos, Rómulo e Remo.
Nas suas veias corria o sangue de Eneias e a sua descendência provinha de Marte e Vénus.
Ao nascerem, Amúlio, lançou os bebés às correntes do rio Tibre, para que as suas águas engolissem aqueles que um dia poderiam tornar-se perigosos rivais. Mas, as águas devolveram os gémeos a terra, no sopé do Platino, sendo encontrados por uma loba que os amamentou.
Um pastor do lugar, Fástulo, recolheu-os na sua habitação até à idade adulta.
Já adultos, Rómulo e Remo, tomaram consciência, por forma causal da sua ascendência real, voltaram a Alba Longa, destronaram Amúlio e reconduziram Numitor ao trono.
Depois disto, com um grupo de homens de Alba Longa, voltaram ao sopé do Paladino para aí fundarem uma nova cidade.
Dada uma sentença de arúspice ( a prática pela qual se davam auspícios a partir das vísceras dos animais ou de outros fenómenos da natureza), Rómulo foi desafiado a dar o próprio nome à cidade futura e tornar-se rei.
Como usual, os limites da cidade, terão sido traçados por um arado conduzido pelo fundador. Essa linha (pomério), tinha carácter sagrado, e quando Remo, por escárnio e raiva para com o irmão, a violou, Rómulo matou-o (21 de Abril de 753 a. C. segundo a tradição).


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Enéias De Troia
- Cleópatra
- Fauno
- Etéocles E Polinice
- Priamo
- Outra Lenda De Ogum
- Bíblia - Abraão E Isaac

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online