PUBLICIDADE

Página Principal : História


Sobra da história



Num lugar chamado Areião, na vertente sul da área de Itacolomy, município de Mariana, vive Albertina Maia Gomes, de 79 anos, com 36 netos, nove bisnetos, analfabeta, igual a muitas outras diferença é que ela é descendente Claúdio Manoel da Costa, um inconfidente.
Claúdio Manoel da Costa morreu no dia 4/71789, quarenta dias depois de ser preso, acusado de fazer parte da quadrilha de Tiradentes. Dizem que se suicidou.Claúdio tinha 60 anos e era solteiro.Fazia parte do movimento árcade de poesia e escrevia poemas para Marília de Dirceu, apaixonado pela musa. Mas na realidade amou a negra Francisca Cardosa, escrava cuja alforria comprou de um vizinho e teve dois filhos com ela, Francisco e Maria.Quando foi preso, suas roupas, fazendas e os 406 livros que tinha foram confiscados pela coroa portugues, sendo reduzida sua fortuna á zero.Pela lei portuguesa, ainda podia- se amaldiçoar os filhos e netos e foi o que fizeram.Uma das fazendas de Claúdio Manoel da Costa era a fazenda da Vargem, que passou para outro dono, mas a família continuou lá morando, na franja da fazenda, chamada de Areião.Hoje restam apenas dona Albertina e um genro.O título da propriedade foi conseguida por usucapião, depois de uma batalha de 14 anos na justiça com um advogado, que queria lhe tomar as terras .O medo de perder esse documento é tão grande , que D.Albertina carrega em sua bolsa o documento aonde quer que vá. A família que já foi bem mais numerosa, mas foi expulsa pela penúria, seca e falta de condições que castigam a agricultura brasileira hoje.Ela vive com os 700 reais que recebe do Funrural, a título de aposentadoria dela e do marido. Thomás Jefferson, herói da independência americana e presidente dos USA, também teve uma filha com uma escrava.Entre os descendentes do presidente americano, existe uma tensão constante, pois a ala branca da legítima senhora Jefferson não quer saber de confraternizações com a ala legítima da escrava e nem permitem que se enterrem os ex-escravos na célebre propriedade de Monticello.No Brasil, os descendentes de Claúdio não tem um Monticello, mas apenas uma rude propriedade de Areião, cada vez mais inútil e rude.Isso diz um pouco das maneiras de se excluir nos dois países.No Brasil pagam-se discutíveis indenizações á vítimas da ditadura e reconhecem-se direitos de quilombolas de procedências duvidosas.Nunca ao estado brasileiro, sucessor da coroa portuguesa nesta banda do Atlântico, ocorreu indenizar herdeiros ( e herdeiros de alguns hoje tido como heróis da pátria) que tiveram seus bens esbulhados e tachados de infames.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Arcadismo
- Tomás Antônio Gonzaga (1744-1810)
- Confraternização De Artistas Da Barra
- Claudio Manuel Da Costa (1729-1789)
- Porque Criticam A Lei Seca Brasileira
- Racismo Versus Indenização.
- Manoel Santiago

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online