PUBLICIDADE

Página Principal : História


Império Bizantino



Constantino, ?o Grande?, transferiu a capital do Império Romano, de Roma para a sua nova cidade de Constantinopla em 330. Ao fazê-lo, deslocou o centro do poder mais para o oriente, mas também abriu caminho para a continuação do Império Romano após a queda de Roma em 476.
Como Constantinopla foi construída no local da antiga cidade grega de Bizâncio, é usual os historiadores chamarem Império Bizantino ao Império Romano do Oriente.
Este Império atingiu o seu auge durante o reinado de Justiniano I, de 527 a 565. Os seus grandes generais Narses e Belisário, ampliaram-no até incluir a Ásia Menor, a Península Balcânica, Palestina, Egipto, Norte de África, Sul de Espanha e parte de Itália.
Nos anos seguintes à morte de Justiniano, o Império Bizantino foi sendo reduzido gradualmente, até incluir pouco mais que a Grécia e os territórios balcânicos.
Este Império, com a sua própria forma de cristianismo, a Igreja Ortodoxa do Oriente, foi um rico centro cultural de estudiosos e artistas, cuja influência se espalhou para Ocidente, para o sul da Europa.
Em 1453, foi derrubado pelos Turcos, data que marca o fim da Idade Média.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- O Bizâncio (queda)
- Idade Média
- Idade Media
- Constatino I
- Mundo Clássico
- Átila, O Huno
- Uma Sociedade De Senhores E Servos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online