PUBLICIDADE

Página Principal : História


A Conquista Normanda



Em 1066 morreu o rei Eduardo, ?o Confessor?, de Inglaterra, não deixando descendentes. Gera-se o problema da sucessão. O principal pretendente Inglês era o seu cunhado Haroldo Goldwinsson; outro poderoso candidato era os eu primo, o duque Guilherme da Normandia. Eduardo poderá ter-lhe prometido o trono em 1051 e Guilherme fortaleceu a sua posição persuadindo Haroldo a jurar-lhe lealdade.
Após a morte de Eduardo, o Conselho elegeu Haroldo para rei, mantendo este, durante alguns meses, o exército de prevenção contra uma eventual invasão normanda. No entanto, de imediato teve de se dirigir para norte para combater um ataque efectuado pelo seu irmão Tostig e pelo rei Haraldo Haardraada da Noruega, a quem derrotou em Stamford Bridge.
Logo após a batalha, recebeu a notícia de que Guilherme tinha desembarcado no Sussex. Com os seus guardas pessoais, apressou-se na direcção sul, mobilizando novas tropas inexperientes.
No confronto com os Normandos, em Senlac, perto de Hastings, Haroldo é morto e o seu exército derrotado. No Dia de Natal de 1066. Guilherme, ?o Conquistador?, é coroado na Abadia de Westminster.
Guilherme empreendeu uma sistemática campanha para submeter os rebeldes Saxões, confiscando grandes propriedades e entregando-as aos seus seguidores. Tomou o cuidado de lhes dar pequenas áreas espalhadas por todo o país, para evitar que se tornassem demasiado poderosos, tendo todos os proprietários de terras de lhe jurar lealdade.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Roberto I Da Escócia
- Formação Da Escócia
- O Início Da Formação De Inglaterra
- As Revoluções Inglesas
- Relevo Do Brasil
- Constantino, O "grande"
- NapoleÃo E D. JoÃo (brasil)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online