PUBLICIDADE

Página Principal : História


Nefertiti



Raízes familiares
As origens familiares de Nefertiti são pouco claras. O seu nome
significa "a mais Bela chegou", o que levou muitos investigadores a
considerarem que Nefertiti teria uma origem estrangeira, tendo sido
identificada por alguns autores como Tadukhipa, uma princesa do Império
Mitanni (império que existiu no que é hoje a região oriental da Turquia), filha do rei Tushratta. Sabe-se que durante o reinado de Amen-hotep III chegaram ao Egipto cerca de trezentas mulheres de Mitanni para integrar o harém
do rei, num gesto de amizade daquele império para com o Egipto;
Nefertiti pode ter sido uma dessas mulheres, que adoptou um nome
egípcio e os costumes do país.
Contudo, nos últimos tempos tem vingado a hipótese de Nefertiti ser
egípcia, filha de Ai, alto funcionário egípcio responsável pelo corpo
de carros de guerra que chegaria a ser faraó após a morte de Tutankhamon. Ai era irmão da rainha Tié,
esposa principal do rei Amen-hotep III, o pai de Akhenaton; esta
hipótese faria do marido de Nefertiti o seu primo. Sabe-se que a
família de Ai era oriunda de Akhmin e que este tinha tido uma esposa
que faleceu (provavelmente a mãe de Nefertiti durante o parto), tendo
casado com a dama Tié.
De igual forma o nome Nefertiti, embora não fosse comum no Egipto, tinha um alusão teológica relacionada com a deusa Hathor,
sendo aplicado à esposa real durante a celebração da festa Sed do rei
(uma festa celebrada quando este completava trinta anos de reinado.Nefertiti acompanhou o seu marido lado a lado em seu reinado porém,
a certa altura, no ano 12 do reinado de Amen-hotep ela esvanece e não é
mais mencionada em qualquer obra comemorativa ou inscrições e parece
ter sumido sem deixar quaisquer pistas.
Este desaparecimento foi interpretado inicialmente como uma queda da
rainha, que teria deixado de ser a principal amada do faraó, preterida
a favor de Kiya. Objectos da rainha encontrados num palácio situado no
bairro norte de Amarna sustentam a visão de um afastamento. Hoje em dia
considera-se que o mais provável foi o contrário: Kiya foi talvez
afastada por uma Nefertiti ciumenta.
Uma hipótese que procura explicar o silêncio das fontes considera
que Nefertiti mudou novamente de nome para Ankhetkheperuré
Nefernefernuaton. Esta mudança estaria relacionada com a sua ascensão
ao estatuto de co-regente. Ainda segundo a mesma hipótese quando
Akhenaton faleceu Nefertiti mudou novamente de nome para
Ankhetkheperuré Semenkharé e governou como faraó durante cerca de dois
anos. Há ainda outra hipótese, como os sacerdotes de Amon não aceitavam
o Deus Aton como único do Egipto, eles teriam mandado assassinar
Nefertiti pois a consideravam o braço direito de Akhenaton, sua morte
teria desestabilizado o faraó que tinha em sua figura o apoio
indiscutível para o Projeto do "Deus Único" representado por Aton,
cerca de dois anos depois, Akhenaton veio a falecer de forma
misteriosa, assim, sua filha primogênita com Nefertiti - Meritaton, foi
elevada ao estatuto de "grande esposa real". O seu reinado foi curto,
pois segundo historiadores, ela, seu marido e outros habitantes de
Amarna na época foram assassinados e proscritos. Restando de sangue
real apenas, Tuthankamon então com 9 anos e sua outra irmã Ankhesenamon
com 11 anos.
Porém, muitos especialistas acreditam que esta pessoa foi um filho de Akhenaton. Já outros egiptólogos, como o professor David O''Oconnor da Universidade de Nova York (New York University), especulam: Poderia se tratar de amor entre iguais, entre dois homens, dadas as características singulares de Akhenaton?


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Cleópatra
- Bíblia - Os Sonhos Do Faraó
- MistÉrios EgÍpcios Ii
- Bíblia - Moisés
- Civilizações Primitivas - A Terra Do Nilo
- Helena De Troia
- Civilizações Primitivas - Os Hebreus

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online