PUBLICIDADE

Página Principal : História


A linha de frente do Racismo



Nascida no sul dos Estados Unidos após a Guerra da Secessão, a organização jurou ?manter a supremacia branca na república?. No dia 24 de dezembro de 1865 um grupo de jovens se reuniu em Puloski, no Tennessee, para fundar uma associação para prolongar a Fraternidade das Armas desenvolvida durante a Guerra da Secessão. Os homens com fantasias de panos e capuzes. Assim nascia a Ku Klux Klan. Com 6 primeiros componentes. Os desfiles mascarados realizados pelos seis amigos tinham como objetivo aterrorizar os negros, que acreditavam cruzar com os fantasmas dos confederados mortos em combate. Os sulistas empobrecidos viram nisso uma oportunidade de trazer de volta para o trabalho nas plantações os 4 milhões de negros que Abraham Lincoln tinha liberado com a Proclamação da Emancipação de 1º de janeiro de 1863. Para evitar as denúncias, o segredo se tornou um componente essencial da pequena comunidade, ajudado pelo anonimato garantido pelo capuz e reforçado pelo uso de títulos esotéricos e rituais iniciáticos. O dever sagrado de qualquer Klanista era ?a manutenção da supremacia da raça branca na república?. Um objetivo justificado pelas idéias de que negros não eram verdadeiramente homens. O Klan era sustentado pela maioria dos brancos do Sul, os quais a maior parte eram antigos oficiais confederados. Agindo nas sombras, a Ku Klux Klan desencadeou uma onda de violência racista. Além dos negros, os Klanistas atacaram também professores e até políticos republicanos. Diante de tais excessos em 20 de abril de 1871 o Presidente Ulysses S. Grant colocou o grupo na ilegalidade, autorizando o uso de força para dissolver seus núcleos. Seis meses depois fois decretada a lei marcial em nove condados da Carolina do Sul, e o exército realizou milhares de prisões. Por falta de provas, a maioria dos detentos foi solta, mas a derrota doi dolorosa e o Klan original, aniquilado. No ínicio do século XX, porém a organização renasceria. Inspirada pelo Filme ?O nascimento de uma nação?. A partir de 1920 a organização voltou a se expandir. O Sul foi ?reconquistado? e o norte seriamente tentado. Estima-se que o número de Klanistas logo chegou a 5 milhões.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- O Século Inacabado _ A América Desde 1900
- SecessÃo
- Será O Fim Do Preconceito Racial?
- O Estado Federado
- O Apartheid Na África Do Sul
- Abraham Lincoln, Orador E Estadista
- Estados Unidos ? Cronologia Da História

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online