PUBLICIDADE

Página Principal : Política


Mudar a Platéia



A crise que se apresenta na política nacional tem a ver com a má educação do povo brasileiro. Quando falamos em má educação acenamos para a falta de cultura que se instaura em nosso país. De modo que o discurso domina sobre a verdade e a arte da retórica assume a cena. Desta forma, o melhor político é aquele que melhor fala, que melhor apresenta os projetos que nunca serão concretizados. Por isso, a platéia inocente e inculta ouve todo aquele palavrório e escolhe quem tem a mais apurada técnica de discurso, que sabe "falar alto quanto o argumento é fraco". Une-se então a retórica à compra de votos, os mais necessitados trocam seu voto por alimentos ou similares; ao passo que os menos necessitados, mas também pouco esclarecidos, trocam seu voto por alguns argumentos inúteis, proferidos de palcos improvisados, no intuito de conseguir mais e mais discípulos cegos para o "voto certo". Assim, é preciso mudar a platéia. Não basta trocar os candidatos. É preciso, com urgência, re-lançar as bases de nossa sociedade. Urge uma re-fundamentação da democracia, é necessário acordar para a necessidade da libertação política. A re-fundamentação da sociedade tem um ponto de partida, a educação e culturização de seu povo. Para isso não basta exigir curso superior dos professores de ensino fundamental, é necessário qualifica-los enquanto humano. Pois, o que percebemos no Brasil é o circulo vicioso criado na educação, onde professores mal formados formam pessoas, estas serão novos professores mal formados, que novamente darão continuidade ao ciclo de-formativo da educação básica.Enquanto entendermos educação como acúmulo de dados ou como aprendizagem de enésimos conceitos e fórmulas não sairemos deste círculo inócuo. Passamos pelo menos 11 anos de nossa vida nas carteiras das escolas e de lá trazemos grandes experiências para nossa vida. São 11 anos que se bem fundados e bem conduzidos pelos mestres podem ou não nos tornar pessoas possuidoras de uma crítica apurada e visionária. A re-fundamentação da sociedade parte da educação. O investimento na educação básica deve ser orientado para a formação crítica e humanística. De modo que não basta acumular dados e informações, como fazem os cursos que têm o objetivo de formar os formadores, é necessário impregnar caráter e ser em tudo exemplo de ser humano, mas principalmente na capacidade de pensar, elemento mais nobre da constituição humana. Somente depois de uma re-fundação da sociedade será possível ver uma democracia constituída e madura, por enquanto continuamos vivendo nesta "te-engano-cracia".


Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Pluralismo Cultural, Cotidiano Escolar E Formação De Professores
- A Necessidade Do Especialista De EducaÇÃo FÍsica No Ensino Fundamental
- O Projeto Político-pedagógico
- A Educação Pode Tranformar A Sociedade?
- PolÍticas PÚblicas Em EducaÇÃo
- Dez Pontos A Rever Na Educação
- Instituto Superior De EducaÇÃo Do Rio De Janeiro

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online