PUBLICIDADE

Página Principal : Política


FALTA DE ENERGIA É DRAMÁTICA EM BAGDAD





Vastas e populosas áreas de Bagdad e dos subúrbios da cidade têm abastecimento de água e electricidade menos de quatro horas por dia, situação pior ainda do que a que se viveu no auge dos efeitos das sanções da ONU.

Em alternativa, muitos habitantes utilizam geradores de electricidade, mas a falta de combustíveis e os elevados custos no mercado negro impedem o seu funcionamento.

Os habitantes atribuem a maior parte das responsabilidades por esta situação caótica aos efeitos da guerra desencadeada pelos Estados Unidos e seus aliados.

?A maior parte do tempo não temos electricidade em casa?, queixa-se Jassim Abdel-Rahman, morador de Sadr City, um vasto subúrbio de Bagdad. ?Às vezes, quando o gerador se avaria, demoro horas a consertá-lo enquanto o tempo quente nos obriga a deitar fora muitos alimentos?, acrescenta.

Metade do salário de Abdel-Rahman, de cerca de 350 euros, é gasto em reparações de geradores e em combustíveis. ?Como não há combustível disponível nas estações de abastecimento somos forçados a recorrer ao mercado negro, onde atinge preços muito elevados?, dez a 15 vezes mais do que nas bombas.

O abastecimento de energia tem-se tornado cada vez mais irregular e nos últimos três meses milhões de pessoas têm sido obrigadas a viver com menos de três horas de abastecimento de energia.

O Ministério da Electricidade responsabiliza genericamente por esta situação ?a violência que impede os nossos trabalhadores de realizar as reparações em muitas áreas perigosas?, segundo um alto funcionário. De acordo com as estimativas do Ministério, as disponibilidades de energia são suficientes apenas para abastecer metade da procura em Bagdad e subúrbios.

Apesar de o Iraque ser um potencialmente um dos maiores produtores de petróleo do mundo, existe uma crise de abastecimento de combustíveis porque as refinarias estão a funcionar muito abaixo das suas possibilidades devido às ameaças de terrorismo. A situação é agravada pelo facto de muitos trabalhadores abandonarem os seus empregos nessas refinarias, devido à insegurança.

Os responsáveis não vêm perspectivas de a situação se alterar a curto prazo porque não há sinais de alteração das causas que provocaram esta dramática situação no país.


Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Direito Dos Inquilinos
- Biocombustível Ou Comida?
- Aquecimento Global E O Álcool Brasileiro
- A Substituição Do Petróleo Por Etanol
- A Verdade Sobre O Aquecimento Global
- Brasil, Vilao Ou Heroi Do Mercado De Etanol?
- Crise Energética

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online