PUBLICIDADE

Página Principal : Política


Neoliberalismo e Educação



MOURA, Gercinaldo. Neoliberalismo e Educação

Gercinaldo Moura: Sócio efetivo da Sociedade Brasileira de Ciência Política, Professor Universitário com diversos artigos publicados.

A sintonia existente entre a política econômica e a política educacional, fez com que a educação que é um aspecto social fosse tratado como os planos econômicos ao estabelecer metas. Em primeiro lugar é necessário destacar que na perspectiva neoliberal os sistemas educacionais enfrentam, hoje, uma profunda crise de eficiência, eficácia e produtividade, mais do que uma crise de quantidade, universalização e extensão.

O neoliberalismo, ideologia que procura responder à crise do estado nacional ocasionada de interligação crescente das economias das nações industrializadas por meio do comercio e das novas tecnologias. Representa uma regressão do campo social e político e corresponde a um mundo em que o senso social e a solidariedade atravessam uma grande crise.

Aliado a essa postura esta a classe média que absorve os status de elitismo, sua rápida ascensão e acesso aos bens de consumo reproduz por razoes ideológicas e econômicas uma ?cidadania dual? (p.2), que reserva a massa trabalhadora os serviços sociais decadentes e reserva os setores sociais privados aos setores de renda elevada.

Quanto ao neoliberalismo e a educação no Brasil, que ao longo de 30 anos levaram à pobreza e a exclusão econômica e cultural principalmente das populações indígenas e das comunidades tradicionais, assim como em toda a América Latina. ?De todas as instituições, nenhuma parece ter passado por um planejamento mais sistemático e mais regulamentado para a viabilização do projeto econômico e político de modernização em curso, no caso do Brasil, do que a escola? (Verçosa, p. 27). É o que alguns teóricos têm chamado de mcdonalização da escola, que seria a transferência dos princípios que regulam a lógica de um fast food a espaços sociais cada vez mais amplos na vida social do capitalismo, onde as instituições educacionais tendem a ser pensadas e reestruturadas sob o modelo de certos padrões produtivistas e empresariais, ?A ideologia encontra na escola um campo privilegiado para instalar-se? (p. 4).

Para o neoliberalismo a educação deixa de servir para aprimorar o ser humano, desenvolver seu senso critico e sua autonomia. Ela passa a existir como instrumento de aprimoramento da racionalidade que seja capaz de, desvendar os segredos da natureza tanto humana como material, alcançar uma vida melhor para o ser humano aqui mesmo, na terra.., Goergen, 2001, que em suma significa consumir para ser feliz. Portanto o sistema escolar torna-se agora o ?mercado educacional?, ?mcdonalização? em que a mercadoria oferecida deve ser produzida de forma rápida e de acordo com certas e rigorosas normas de controle de eficiência e da produtividade.

Podemos perceber que o acesso a educação era na concepção neoliberal um privilegio do qual gozariam apenas as minorias. E que o mesmo projeto buscou usar mecanismos de discriminação de classes, de raça e gênero como podemos perceber historicamente na America Latina, em que as políticas sociais e o dever do estado seriam cada vez mais reduzidas sua conseqüência é apenas o aumento da pobreza e a distinção de uma educação feita para os ricos e para os pobres.

REFERENCIAS

Bibliográficas

? GENTILI , Pablo: Neoliberalismo e educação ? Manual do usuário.

? Moura, Gercinaldo. Neoliberalismo e Educação.

Internet

? http://firgoa.usc.es/drupal/node/3036

? www.cefetsp.br/edu/eso/neoeducacao1.html - 28k



Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Reformas Educacionais Na América Latina
- O Neonacionalismo De Hugo Chaves
- Falando Sobre Políticas Sociais Aos Pobres
- Evolução Da Educação E Do Ensino
- Maurício Tragtenberg - Resenha
- Formação De Professores: Pedagogia Da Qualidade
- Processo Educacional

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online