PUBLICIDADE

Página Principal : Política


A exceção do gênio. In: A Política




A exceção do gênio. In: A Política ? Aristóteles


Segundo Aristóteles, os Estados democráticos ostentam acima de tudo a igualdade. Esse cuidado resultou na possibilidade de expulsão política por 10 anos ( ostracismo) daqueles que violassem as regras políticas. Aristóteles afirma que dessa forma não há mobilidade social, ou seja, as classes permanecem estáticas. O ostracismo tem por objetivo refrear a distinção das classes. Aristóteles indaga se é possível pensar em tal remédio de refreamento nos governos bem constituídos, uma vez que nos governos viciosos é bem mais recorrente. O filósofo acredita que o Estado deveria ser constituído de maneira que jamais precisasse de tal remédio mas, se a ocasião o exigir deverá se fazer o melhor uso possível. A dificuldade seria maior num Estado bem constituído. Aristóteles dá como exemplo de dificuldade de controlar a imobilidade das classes, a possibilidade de alguém revelar um mérito por demais, o qual não se poderia, por esse motivo bani-lo da comunidade como acontece no ostracismo.




Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Caráter Tradicional Das Classes. In: A Política
- A Partilha Dos Bens. In: A Política
- Da Origem Do Estado. In: A Política
- A Especialização Das Funções. In: A Política
- Diferenças Entre O ?despotismo? E O Poder Político. In: A Política
- Das Diversas Formas De Governo. In: A Política
- Os Direitos De Número. In: A Política

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online