PUBLICIDADE

Página Principal : Política


Quem ajudou a eleger no primeiro mandato de George Walker Bush?



        É interessante o que a mídia oferece e o que ela prefere dissecar. Senão vejamos: Foi o então presidente legitimamente eleito e de maneira incontestável pela sua população, o responsável por uma cena inusitada e até então inédita. Ele conseguiu a proeza de nos proporcionar a cena de Itzhak Rabin primeiro-ministro de Israel e Yasser Arafat, líder da Organização para a Libertação da Palestina, darem as mãos. Isso mesmo, dois inimigos estarem unidos em uma mesa de negociações.

        Mas Bill Clinton, não ficou marcado por este feito, ficou marcado pelo escândalo com sua secretária Monica Levinski.

        Qual era o cenário internacional ao término da era Bill Clinton?

        O mundo já havia visto o fim da Guerra entre Irã e Iraque, acabado a Guerra da Bósnia, não haviam indícios de conflitos entre as Coréias, existindo um cenário harmonico na maioria dos países.

        Por outro lado, a indústria bélica dos EUA caminhavam para a falência, uma vez que não existindo guerra, não havia motivo para a compra de armas, sendo o governo dos EUA o principal comprador de armamentos no mundo.

        A compra de armas estava sendo barrada pelo Senado e pelo Congresso dos EUA.

        Com o envolvimento de Bill Clinton com sua secretária, a mídia norteamericana, exerceu influencia que não pode ser ignorada.

        O resultado foi que apesar do bom trabalho durante sua legislação, Bill Clinton teve dificuldade em transferir seus votos para seu sucessor, o vice-presidente All Gore.

        Os votos nas urnas apresentaram um resultado que não conseguiu convencer a opinião pública quanto a sua autenticidade.

        Houve sim um empate técnico mas o presidente eleito conseguiu se eleger com menos de 5 % de diferença. Não preciso comentar sobre o sistema de cartão perfurado, número de cartões avariados, votos perdidos em Estados favoráveis a All Gore, etc.

        O que gostaria de informar é que George Walker Bush teve como patrocinadores de campanha nada menos que a indústria bélica dos EUA.

        Não quero dizer que existisse o reconhecimento de tudo o que poderia ocorrer no 11 de Setembro, mas é inegável que os membros da CIA sabiam da possibilidade de sofrerem atentados nos EUA.

        O monitoramento existia, mas era um monitoramento terrestre, vistoriando o deslocamento de caminhões, vans, etc.

        O que estaria previsível por parte dos membros do governo dos EUA, seria um atentado nos moldes do que ocorreu no estacionamento do World Trade Center em 26/02/1993, quando um caminhão carregado com 500 kg de dinamite explodiu no estacionamento matando seis pessoas e ferindo cerca de mil.

        Para os estudiosos e especialistas norteamericanos, existe uma referencia base onde se observa o percentual e os benefícios. Por incrivel que possa parecer, se houver um número de pessoas mortas diante de um benefício, observa-se o benefício e deixa-se de considerar o número de mortos.

        No entanto o que ocorreu foi muito maior.

        Muito provavelmente o então presidente eleito Bush poderia ter sido advertido sobre a questão, mas em escala muito menor.

        Ao ser informado de que os EUA estavam sofrendo um atentado com aviões de passageiros derrubando edificios, sendo direcionados ao Pentágono e outro em direção a Casa Branca, o presidente eleito não conseguiu esconder sua perplexidade e ficar sem ação perante as cameras da própria mídia que de certo modo, querendo ou não o favoreceu.

        O que se viu após este cenário?

        Imediatamente o Congresso e o Senado dos EUA aprovaram a compra de armamentos.

        A indústria bélica saiu do sufoco.

        Os soldados norteamericanos foram fotografados e filmados carregando um aparato de guerra que era composto por uma diversidade de armamentos de última geração. Vimos robos teleguiados que carregavam cameras, vimos capacetes com visor infravermelho, fuzis com visor infravermelho, etc.

        Evidentemente tudo a um custo elevado, mas foi adquirido pelo maior comprador de armas do mundo, os EUA.

        Tudo para a finalidade de atacar o Iraque.

        Quem era o Iraque? 

        Não foi o Iraque quem atacou os EUA, nem estavam por trás deste ataque.

        Quem atacou os EUA foi o Al-Qaeda liderado por Osama Bin Laden.

        O ataque e a invasão norteamericana ao Iraque teve como presuposto a possibilidade de que houvessem armamentos quimicos sendo desenvolvidos neste país.

        Não haviam armamentos. A única coisa que existia era o petróleo que sempre foi do interesse dos EUA dominar, por ser dependente reconhecido.

        O ataque ao Iraque era nada mais nada menos do que uma forma de responder ao orgulho ferido dos norteamericanos, uma vez que Bin Laden nunca foi capturado.

        Agora podemos observar que existem vários motivos para que a indústria bélica consiga manter sua existencia, pois não faltam guerras pelo mundo afora.

        Não quero dizer que os EUA deixariam de ser atacados durante a gestão de All Gore, mas é algo que pode sim ser considerado.

        Não consigo acreditar que o serviço de inteligência dos EUA não soubessem do possível ataque e mitigá-lo.

        Como disse, em outra escala.

        Mas fica muito claro que existia uma divisão entre os membros do governo sobre o que era mais interessante, um cenário pacífico, ou, um cenário de guerra.

        Entre os dois cenários, houve a opção pelo segundo.

        Mas como também já mencionei, existe uma análise percentual, mas no meu entender, o resultado não conferiu nenhum benefício, seja pelo número de mortos, seja pela moral norteamericana, seja pelo que observamos com a instabilidade pela perda da paz, ou ainda pelos prejuízos que o mundo está sendo obrigado a pagar em suas economias.

        Qual será este percentual?




Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Pior Que Watergate - A PresidÊncia Secreta De George W. Bush
- O Que Foi A Guerra Do Afeganistao?
- Quando Guerra é Guerra?
- Guerra Do Golfo
- Obama Anuncia Us$ 8 Bi Para Primeira Usina Nuclear Dos Eua Em 30 Anos
- Quem é Osama Bin Laden?
- A Guerra Irã - Iraque

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online