PUBLICIDADE

Página Principal : Política


Antes fazer pouco do que fazer errado



No terceiro trimestre de 2008 o PIB brasileiro tinha avançada 7% em realção ao mesmo período de 2007, mas em dezembro não houve o que comemorar: a crise mundial apagou o brilho e mudou os números da economia brasileira.


Resta o conforto de saber que a equipe econômica não lançará um pacote, pois o governo parece sguir a máxima: se você não tem certeza a respeito do que precisa fazer, é melhor não fazer nada.


As outras áreas do governo, no entanto, têm cometidos abundantes e seguidos erros, sendo que a pior é a área da política externa: comemorou a ausência dos Estados Unidos, Espanha e Portugal na Cúpula da América Latina e Caribe. Tentou eliminar a cobrança dupla da Tarifa Externa Comum, mas não conseguiu. Não conseguiu a aprovação do Código Aduaneiro. Por fim o Brasil ainda se dispôs a dobrar sua contribuição de R$ 70 milhões ao Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul, do qual já é o maior contribuinte.


Em vez de defender o interesse nacional os diplomatas do Itamaraty defendem as idéias de seus chefes e estão, há seis anos, sendo pulsilânimes e entregando tudo aos vizinhos Bolívia, Equador, Paraguai e Venezuela, que, em troca, batem cada vez mais.




Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Reconvenção
- Concreto Verde
- Mercosul
- Política Educacional No Brasil
- Temas Das Provas Do Enem De 1998 A 2008
- Padre Antônio Vieira (1608-1697)
- Ouro E Moeda Na História (1450-1920)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online