PUBLICIDADE

Página Principal : Política


O imperador canibal (http://super.abril.com.br/)



O imperador canibal

   Jean-Bédel Bokassa, era tão cruel para seus inimigos, que a prisão era tido como uma salvação para seus desafetos e inimigos políticos. Muitos de seus desafetos foram encontrar sua última morada no freezer do ditador antropofágico. Seu império de abusos, crueldade e tirocínio acabou em 1979 quando tropas francesas tomaram a capital da República Centro Africana, Bangui, e tiraram do poder esse sinistro tirano local. Sua imagem é tida como a mais sinistra, hipócrita, desumana, ridícula e excêntrica que já se vinculou na mídia. Nascido numa tribo em 1921, seu nome significa ?pequena floresta?. Esse personagem real foi educado por missionários católicos. Lutou ao lado das forças francesas durante a segunda guerra mundial. Com a economia do país arruinada, depôs o presidente e ficou no poder. Estraçalhou a constituição e declarou-se presidente vitalício.  Seus inimigos desapareciam, a tortura era legalizada.  Construiu palácios para sua moradia. Após se  auto proclamar imperador Bokassa, promoveu uma festa com direito a trono. O império caiu em miséria. Em 1979 reprimiu um protesto de estudantes, onde 100 crianças foram metralhadas. O governo Francês interveio na barbárie. Depois da invasão o mundo veio a saber o local onde estavam escondidos seus desafetos: o freezer de Bokassa.



Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Os Turcos Seljúcidas
- Sacro Império Romano
- Constatino I
- O Sacro Império Romano Germânico
- Etiópia
- Coroando A Democracia Brasileira I
- O Que Foi A Guerra Do Vietnã?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online