PUBLICIDADE

Página Principal : Política


A CRISE FINANCEIRA MUNDIAL



  O SISTEMA FINANCEIRO NA CE

Os mercados financeiros, nesta fase crítica da economia mundial, não poderão ficar fora do controle das autoridades competentes para o efeito, necessitando de regras rígidas  que possuam força suficiente para controlar o resultado dos valores avultados que se transaccionam diariamente. 

A regulação dos mercados financeiros tem que ser mais fiável e é por isso que a Comissão Europeia está a ultimar um pacote de medidas, criando novas estruturas de supervisão e controle, no sentido de transmitir mais transparência ao sector, porque entende que a aplicação destas medidas, pode contribuir mais aceleradamente para se  sair da crise financeira, que está aí instalada.

No pacote das medidas a tomar, contam-se o reforço das regras de capitalização das instituições financeiras e a forma de actuação dos mecanismos de supervisão, adicionados de um conjunto de medidas que procurem domesticar as remunerações dos quadros de gestão, com o objectivo, de, nesta fase, pelo menos, tentar diminuir um dos aspectos mais aliciantes do negócio, que é o risco.

Este comportamento de regulação é dirigido a todas as entidades financeiras, quer na Europa quer no resto do Mundo, já que a crise é global. Todavia o problema das off-shores foram canalizados para o G20, para ser tratado numa reunião em Abril do próximo ano.

Estão previstas sanções drásticas para as instituições que não cumpram as normas emanadas das instituições de supervisão ou se recusem a colaborar com estas instituições.

Estranha-se o facto de internacionalmente a actuação das instituições de supervisão não serem unanimemente aceites.

Cada vez estou mais convencido que as crises interessam ao poderio do capital, porquanto assim, será ele a ditar as regras do jogo, melhor dizendo, as leis do mercado. Há organizações empresarias com um bom fundo moral, que são solidárias e pretendem contribuir para o bem estar social, que, em última análise é ou deveria ser o destino de uma boa parte das mais valias geradas pela máquina produtiva,

O que se passa no tecido empresarial português é, quase diariamente, a declaração do estado de falência das ditas empresas.

Erasmo de Roterdão já explicou todos estes fenómenos há 500  anos, ingloriamente. O desassossego continua.

SOUSAFARIAS 




Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Estrutura Do Sistema Financeiro Nacional
- Entendendo A Crise Financeira Internacional
- Globalização Financeira
- As Instituições Educativas Na Encruzilhada Dos Novos Tempos
- Formação De Professores: Pedagogia Da Qualidade
- Investigações FilosÓficas
- Ong De Solidariedade Social - Sociologia

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online