PUBLICIDADE

Página Principal : Política


Adaptar-se



                                                                           Adaptar-se

                Neste ano entrou em vigor o Novo Acordo da Língua Portuguesa, planejado a muitos anos. O objetivo desta mudança é de integrar mais os países de língua portuguesa, valorizando assim o idioma, que é o quinto mais falado do mundo ocidental. Deste modo, o alcance as publicações de todo gênero, ficará mais acessível, e, portanto, estas serão mais difundidas no mundo. Muitos não gostaram da novidade, outros já aplaudiram a iniciativa, que promoverá, para nós brasileiros, mudanças não muito significantes em comparação as que outros países enfrentarão.

                O pinguim, coitado, ficou sem seu companheiro inseparável, o trema. Este, já não existe. Foi literalmente abolido do nosso idioma, sem, ao menos, se despedir. A ?Assembléia?, que agora é ?Assembleia?, continua a mesma, porém sem seu acento agudo em sua sílaba tónica, que não deixou de ser-la por tal motivo. Acreano, agora é, literalmente, acriano, do jeitinho que se fala.

                Muitas são as mudanças, e como é sabido, toda mudança gera discussão e costuma ser difícil. Cabe a nós, falantes do idioma português, os esforços de fazer-la valer a pena. Nos foi dado o prazo de três anos para adaptar-nos  às novas regras. Até 2012, espera-se que todos possam usufruir com propriedade o idioma, de maneira a concretizar os objetivos almejados.

                Com tudo isso, a imprensa escrita terá que revisar duas vezes cada publicação, para não incorrer em erro de ortografia. Já o governo, terá que gastar muito com reimpressões de livros didáticos. A atenção deve ser redobrada, até mesmo por nós, estudantes e profissionais das mais diversas áreas.

                Logo, o impacto que esta mudança tem na vida daquelas pessoas que utilizam o idioma português é óbvio. Assim como os objetivos da intenção desta. Todavia, muito estranho é, o fato de não ter sido consultado a população de cada pais envolvido no acordo em referencia. Pois bem, como povo governado que somos, esperemos o melhor dessa iniciativa para o progresso e bem de todos.




Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- A Língua Portuguesa No Mundo
- Como Aprender Um Idioma Sozinho ( Parte Ii )
- Reforma Ortográfica
- ?português No Mundo Árabe?
- As Línguas Mais Faladas Do Mundo
- O Porquê De Aprender O Espanhol Como Segunda Língua
- O Novo Acordo Ortográfico Da Língua Portuguesa

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online