PUBLICIDADE

Página Principal : Política


Guerrilha - Ernesto Che Guevara



    Guerrilha - Ernesto Che Guevara

    Revolucionário cubano de origem argentina - Rosário Argentina, 1928- Bolívia, 1967.

    Aos 25 anos deixou a Argentina por ser contra o regime peronista. Já eraentão formado em medicina. A seguir, participou de movimentos esquerdistas em Costa Rica, Bolívia, Equador, Panamá e Peru; trabalhou na Guatemala e viajou para os EUA. Em 1956 encontrou-se no México com o advogado e revolucionário cubano Fidel Castro. Juntos lideram as guerrilhas que em 1959 derrubaram o ditador cubano Fulgêncio Batista. Uma vez instaurado o regime socialista na ilha, aderiu a cidadania cubana, exercendo os cargos de presidente do Banco Nacional e ministro da indústria. Em outubro de 1965, renunciou a cidadania e as suas funções em Cuba para se dedicar a atividades revolucionárias em outros países. Comandando um grupo de guerrilheiros na Bolívia, tentava por em prática suas teorias sobre a revolução comunista, segundo as quais a guerrilha, em condições favoráveis, era mais importante que a luta política. Em 8 ou 9 de outubro de 1967, militares bolivianos, acessorados por norte-americanos, que temiam a expansão do socialismo, liquidaram Guevara e seus homens.

    Era filho de um arquiteto e se formou em medicina em Buenos Aires em 1953. Estudou a reforma agrária feita na Bolívia em 1950.

  • Desde 1962 defendia a idéia de que a consolidação da revolução cubana, que considerava anti-imperialista da América Latina, dependia de sua extensão a todo o continente.

  • Espôs suas concepções em obras como "A guerra das guerrilhas", 1960, O socialismo e o homem em Cuba, 1965. Segundo ele, na América Latina subdesenvolvida, o plano fundamental de luta armada deve ser o campo.

  • A teoria do foco insurreicional teve influência em ovimentos guerrilheiros que atuaram na América Latina entre os anos 60 e 70, levando-os a agir em condições desfavoráveis e isolados da luta política popular em seus países. A impotência desses grupos e seu fracasso em enfrentar ditaduras militares, fizeram com que a teoria fosse abandonada.


Mega comentário » O socialismo de Marx, considerado como utópico, jamais foi implantado de fato em qualquer país do mundo. Por outro lado, o capitalismo, como temos acompanhado por todo o Mega Arquivo, tem aumentado a pobreza e a desigualdade social. No Brasil, o MST parece atuar na mesma linha de raciocínio que Guevara, mas não encontra apoio popular, sendo vistos apenas como opositores políticos, baderneiros, indivíduos que promovem o caos. O governo brasileiro precisa investir ainda mais na reforma agrária e buscar reduzir o nível de injustiça e desnivelamento social, para tentar manter a estabilidade e a paz.


Veja mais em: Política

Artigos Relacionados


- Mega Memória -américa Latina ? Política De 1959 A 1995
- A Guerrilha Do Araguaia
- Terrorismo - Perigo Em Toda Parte
- América Latina ? Um Barril De Pólvora
- Suapesquisa.com
- América Latina - Nicarágua
- A América Do Sul

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online