PUBLICIDADE

Página Principal : Comunicações e Mídia


COMUNIDADES VIRTUAIS OU HEDONISMO INDIVIDUAL?



A evolução das tecnologias da informação e da comunicação tem provocado uma reestruturação social. Segundo a concepção clássica de comunidade, esta seria criada principalmente por motivos de proximidade espacial, no entanto, o ?ciber-espaço?, ao libertar a comunicação humana desta condicionante, gerou um novo conceito de comunidade, a ?comunidade virtual?, em que os seus membros se agrupam mais por afinidade de interesses e gostos do que por motivos geográficos.
Estas comunidades virtuais podem ser criadas a partir de diferentes tipos de plataformas, tais como newsgroups, weblogs, chat''s, fóruns e até mesmo sites mais generalistas a nível de formato, basta que permita que pessoas com interesses ou características comuns se encontrem e que possam interagir, criando uma proximidade intelectual e/ou emocional.
Este tipo de comunidades exercem um grande fascínio, sendo evidente o seu sucesso perante os internautas. No entanto, há que ter em atenção determinadas questões aparentemente sem resposta como, por exemplo, o que leva uma empresa a investir nestas comunidades virtuais? Tendo o exemplo do Hi5, comunidade referida num trabalho anterior, o que levou a empresa que o criou a investir em algo que, aparentemente, não dá lucro?

Em relação à pesquisa no Google sobre comunidades relacionadas com o tema ? Jornalismo?, muitos são os resultados, desde sites generalistas a weblogs pessoais. O mais interessante é que praticamente todas estas ?pequenas comunidades? estão interligadas de alguma maneira através de links, dando a ideia de que existe uma comunidade maior, que as engloba.
Entre os resultados menos pessoais, temos, por exemplo, o site Portal dos Jornalistas, um site especialmente dedicado a notícias generalistas, mas com uma secção especial voltada para a actualidade do mundo jornalístico e com um fórum de discussão de temas pertinentes relativos ao jornalismo. Este fórum é, sem dúvida, uma comunidade virtual, já que cada novo tema inserido tem como resultado uma acesa discussão, principalmente entre os frequentadores habituais do portal, o que denota uma certa afinidade entre estes.
O Núcleo de Comunicação Social do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, inserido na Universidade Técnica de Lisboa dispõe igualmente de um fórum, no qual são debatidas diversas temáticas, tanto relacionadas com jornalismo e comunicação, como com o universo académico. Este portal pode ser igualmente considerado uma ?comunidade virtual?, no sentido de que nele estão unidos diversos indivíduos com pelo menos dois interesses em comum: Comunicação Social e o Instituto a que pertencem.
Relativamente a weblogs, Ponto Media, um blog recomendado pelo jornal Público, de António Granado, é uma comunidade virtual inteiramente dedicada à realidade do jornalismo, com diversas categorias, tais como: Ciberjornalismo, Ensino do jornalismo, Fotografia, Jornais, Jornalismo de ciência, Jornalismo de investigação, Jornalismo participativo, Rádio, Televisão, e Weblogs, entre outras.
Por fim, após um demorado processo de selecção, é de referenciar ainda o weblog Jornalismo Digital, direccionado igualmente ao tema do Jornalismo ?e agora, também, contos e ditos sobre comunicação, relações públicas, marketing e coisas relacionadas
?.
É de salientar que ambas as últimas referências são portas abertas para um infindar de weblogs e de fóruns de discussão sobre a temática dos media
, existindo praticamente uma larga teia de pequenas comunidades virtuais, que se estende para além da internet, chegando a ter ,por vezes, impacto nos jornais, na televisão e na rádio. Estas comunidades geram discussões pertinentes e muitas têm sido as investigações relativas ao impacto dos weblogs nos media de hoje.
Embora considere que qualquer participação na blogosfera é, antes de mais, individualista, para satisfação das necessidades pessoais do próprio indivíduo (em menor ou maior quantidade, dependendo do carácter do indivíduo), parece-me que, neste contto, a motivação não é resultado apenas de factores indivíduais, mas parte também da ideia de participação e contribuição num debate de interesse público. Por isso mesmo, após uma análise das discussões referidas, chego à conclusão de que se tratam de verdadeiras ?comunidades virtuais?, grupos de pessoas que se procuram e que se unem numa discussão relativa a um interesse comum.


Veja mais em: Comunicações e Mídia

Artigos Relacionados


- Teletrabalho & Comunicação Social
- O Eu Virtual
- Que Futuro Para Os Media Tradicionais?
- O Jornalismo Na Era Da Publicidade
- Jornalismo E Esfera Civil
- O Texto Jornalístico
- A Saga Dos Cães Perdidos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online