PUBLICIDADE

Página Principal : Comunicações e Mídia


Grandes escritos.



Grandes escritos são as obras que além de volumosas mexeram e mexem com nossa consciência e a maneira de pensar sobre todas as coisas.Tirando os escritos técnicos que revolucionaram a nossa vida econômica de maneira efetiva chegamos aos livros de alcance social. Aquele que mais próximo vem a minha mente é o Arquipélago de Gulak de Alexander Soljenitsin. Mas antes teremos que lembrar de O Capital de Karl Marx, livros amplamente comentados e que poucos leram assim como é a Bíblia para os católicos pouquíssimos lêem mas todos falam.Essas obras são enormes por que são cheias de detalhes desinteressantes e na verdade se procurarmos o que daria gosto iremos reduzi-las a uns 5% de seus volumes. Que dizer do Maabárata? O mais longo poema conhecido. São só 220.000 versos! Obra Indu de mitologia onde se acha a história de Crisna e Ardjuna supõe-se ter sido escrita 1.500 anos antes de Cristo.Junto embora menor teríamos, atribuidos a Homero a Ilíada esta com 15.000 versos conta a guerra de Tróia, outro seria a Odisséia com 12.000 versos e fala de Ulisses que teria sido rei de ìtaca e heroi de Tróia. Os lusíadas, de Luiz Vaz de camões e outra obra extensa dedicada a D.Sebastião, rei de Portugal, talvéz por encomenda? Da Espanha saiu Dom Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes.Dante Alighieri escreve a Divina Comédia onde conta em versos a descida ao inferno. A passagem do purgatório e o paraiso. E tem o imortal Quo Vadis. Do escritor polones Henryk Sienkiewics onde lemos as perseguições do Imperador Nero contra os cristãos. Honoré de Balsac fez a Comédia Humana e lembro-me de minha primeira leitura de Conan Doyle, O Cão dos Baskervilles onde tomei conhecimento do famoso detetive Sherlock Holmes. Madame Bovary que tentei ler duas vezes mas não tive saco ou ainda não era hora e por isso tentarei de novo pois sou teimoso, escrito por Gustave Flaubert. Hamlet, é de Shakespeare esse e outros eu li por inteiro, são obras teatrais e de palavreado de época mas sempre atuais. Paixões humanas que não desaparecem nunca e que tornam os homens heróis e canalhas.... Hamlet era um atormentado. Um príncipe Dinamarques. E Fausto, do alemão Joahan Wolfgang von Goeth, um drama em versos. Os três Mosqueteiros eu lí com prazer e me diverti muito, escrita por Alexandre Dumas! Jamais esqueço a descrição de D''artagnan e seu cavalo e também da queda de Porthos dentro da adega ou foi Athos faz tanto tempo que estou confuso mas o fato lido foi muito engraçado! Aída e o Barbeiro de Sevilha são obras mais conhecidas como óperas e creio mesmo que pouco lidas. Aída, escrita por Verdi e o Barbeiro por Rossini.O Barbeiro de Sevilha como obra em prosa foi escrito por Beaumarchais.Esses livros e obras se vocês não leram tentem ler. E se possível e se tiverem paciência leiam Nietche e Kant. Depois disso leiam o que quiserem. Mas após digam-me se enchergam o mundo e acreditam nas coisas da mesma forma que acreditavam. Ah! Como citei o Capital se conseguirem ler o que acho dificil não deixem de ler também " A historia da Riqueza do Homem" de Adam Smith, se não, não terão a visão dos dois lados. Abraços meus amigos e me visitem no meu blog!


Veja mais em: Comunicações e Mídia

Artigos Relacionados


- Passos, SebastiÃo CÍcero Do GuimarÃes
- Epopéias Medievais
- LuÍs Vaz De CamÕes
- Noções De Versificação
- Nem Musa, Nem Medusa: ItinerÁrios Da Escrita Em Clarice Lispector
- Odisseu
- O Gênero & A Palavra Lírico

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online