PUBLICIDADE

Página Principal : Comunicações e Mídia


Linguística e Poética (Parte 1)



A poética trata fundamentalmente do problema: que é que faz de uma mensagem verbal uma obra de arte? Quais as diferenças específicas entre a arte verbal e as outras artes e espécies de conduta verbal?
A poética trata dos problemas da estrutura verbal, sendo como tal parte integrante da Linguistica, que é a ciência global da estrutura verbal. Mas muitos procedimentos estudados pela Poética não se confinam à arte verbal ? a Ilíada ou a Odisseia podem ser transfor madas em banda desenhada, preservando traços estruturais do seu enredo, mesmo desaparecendo a sua configuração verbal. Ou seja, numerosos traços poéticos da linguagem pertencem não apenas à ciência da linguagem, mas a toda a teoria dos signos ? à Semiótica. Esta proposição é válida tanto para a arte verbal como para todas as variedades da linguagem, uma vez que a linguagem compartilha muitas propriedades ? traços pansemióticos - com alguns outros sistemas de signos.
A questão das relações entre a palavra e o mundo diz respeito não apenas à arte verbal mas a todas as espécies de discurso, cabendo à Linguistica explorar todas as formas possíveis de relação entre o discurso e o universo do discurso (a realidade): o que deste universo é verbalizado por um determinado discurso e de que maneira.
Erradamente se tem dito que a Poética, em oposição à Linguística, se ocupa de juízos de valor, devido ao contraste entre a estrutura da poesia e outros tipos de estrutura verbal, nomeadamente no que se refere à intencionalidade da poesia. Mas toda e qualquer conduta verbal, e não só a poesia, tem uma finalidade, só que os objectivos e os meios utilizados para o efeito visado variam.
Sincronia e diacronia
Os estudos literários centram-se em dois grupos de problemas: sincronia e diacronia.
 A descrição sincrónica considera não apenas a produção literária de um dado período mas também a parte da tradição literária que permaneceu viva ou foi revivida. Nesse sentido, a escolha de clássicos e a sua reinterpretação à luz de uma nova tendência é um dos problemas fundamentais dos estudos literários sincrónicos.
Quanto à descrição diacrónica (evolução da linguagem), Voegelin apontou os dois problemas fundamentais da Linguística estrutural: a revisão da hipótese monolítica da linguagem e o reconhecimento da interdependência das diversas estruturas no interior de uma mesma língua. Para toda uma comunidade linguistica existe uma unidade da língua, mas esse código global representa um sistema de subcódigos relacionados entre si, cada um dos quais caracterizado por uma função diferente. Devemos então ter em conta os factores secundários, os elementos emotivos do discurso.
(ver Parte 2 no link disponibilizado em baixo em 'Links Importantes')


Veja mais em: Comunicações e Mídia

Artigos Relacionados



 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online