PUBLICIDADE

Página Principal : História


O Pensamento Iluminista



O pensamento iluminista foi responsável por uma profunda mudança no modo de pensar do homem europeu do século XVIII.
Em torno de um pensamento abstrato e teológico
ele contrapõe um pensamento baseado na razão.
A resposta sobre a problemática humana deve ser
buscada na razão, não em Deus.

Os pensadores iluministas teorizavam, debatiam e concluíam que somente a partir do uso da razão, os homens atingiriam o progresso político, social, material, etc

"Para a maior parte dos filósofos iluministas á mulher faltava a razão ou, na melhor das hipóteses, possuíam um raciocínio inferior.

Segundo eles, não existem mulheres capazes de invenção, elas estão excluídas da genialidade, ainda que possam ter acesso e algum sucesso no campo da literatura e em
certas ciências menores.

Essa incapacidade é baseada numa psicologia"natural". A mulher é um ser da paixão e da imaginação, não do conceito.

Rosseau até acreditava que a mulher não fosse totalmente desprovida de razão, mas essa faculdade é, na mulher, mais simples e elementar do que nos homens e devem cultivá-la apenas para assegurar o cumprimento de seus deveres naturais (obedecer
ao marido, ser-lhe fiel, cuidar da casa e dos filhos, etc).

Segundo Rosseau, a mulher mantém-se perpetuamente na infância; ela é incapaz de ver tudo que é exterior ao mundo fechado da domesticidade que a natureza lhe legou, e daí resulta que ela não pode praticar as "ciências exatas".

A única ciência, para além dos seus deveres domésticos, que ela deve conhecer é a dos homens que a rodeiam e, essencialmente, a do seu marido, e que é baseada no sentimento.

Uma das preocupações do "século das luzes" é pensar a diferença feminina, diferença sempre marcada pela inferioridade.

Trata-se de conferir ás mulheres apenas papéis sociais: esposa, mãe, dona de casa.....É por essa função
doméstica que a mulher pode, de algum modo, ser cidadã.

Mas cidadã sem a competência para se envolver em política, cuja análise só poderia estar ao alcance dos homens.

Podemos dizer que a ideologia mais representativa do século XVIII consiste em considerar que o homem é a causa final da mulher.

Os principais filósofos do Iluminismo foram: John Locke (1632-1704), ele acreditava que o homem adquiria conhecimento com o passar do tempo através do empirismo;

Voltaire (1694-1778), ele defendia a liberdade de pensamento e não poupava crítica a intolerância religiosa; Jean-Jacques Rousseau (1712-1778), ele defendia a idéia de um estado democrático que garanta igualdade para todos;

Montesquieu (1689-1755), ele defendeu a divisão do poder político em Legislativo, Executivo e Judiciário; Denis Diderot (1713-1784) e Jean Le Rond d´Alembert (1717-1783), juntos organizaram uma enciclopédia que reunia conhecimentos e pensamentos filosóficos da época.
No pensamento iluminista a conduta moral positiva conduzia a um resultado econômico favorável. Para o progresso econômico, político e social não havia limites, os pensadores iluministas ficaram inspirados por uma série de avanços científicos que haviam iniciado durante o Renascimento, como também a descoberta de novos continentes (povos ?exóticos?). Algumas indagações surgiram: Este progresso significava alterações nas instituições governamentais e nas relações sociais? Não haveria limite para este progresso, sendo este econômico, político e social? Sobretudo, o progresso é inevitável? O que uma sociedade, ou mesmo uma civilização inteira, têm que fazer para consegui-lo?

O pensamento iluminista fundamentava suas respostas apoiando-se no progresso ilimitado como conseqüência do avanço da ciência. Ou seja, o papel do conhecimento e sua expansão para caracterizar as dimensões do progresso humano, este era o pensamento ocidental.

Os iluministas apoiram-se nas observações diárias e nos acontecimen


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Iluminismo
- A Morte De Deus E O Tribunal Da Razão
- Do Contrato Social: Ou Princípios Do Direito Político
- A Dialética Hegeliana
- Do Iluminismo De Rousseau Aos Dias Atuais
- Paralelo Entre As Teorias De Augusto Comte E Karl Marx
- O Mito E O Logos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online