PUBLICIDADE

Página Principal : Antropologia


A Imigração Alemã



A corrente migratória alemã para o Brasil começou no século XIX. Chegou ao Rio Grande do Sul, em 1824 um grupo, vindo das regiões que, em 1870 se uniram para formar a Alemanha.

Desde o inicio do século XIX, a Alemanha viva em processo de desintegração de sua estrutura feudal e também uma revolução agrícola _ aumento da produtividade das terras com o emprego de menos mão-de-obra.

As crises econômicas empobreciam as populações nos estados alemães. Faltavam empregos e os impostos eram pesados. Ocorria maior concentração de terras; os pequenos produtores rurais, os servos da gleba no período feudal, perderam o direito de trabalhar a terra e de sobreviver com esse trabalho.

De 1824 a 1880, eles vinham predominantemente de áreas rurais; depois, a maioria teve origem urbana.

A facilidade de aquisição de terras, incentivada pelo Governo Imperial, contribuiu para que se formasse uma população de pequenos agricultores.

Em 1851, era instalada em Santa Cataria a Colônia Dona Francisca, atual Joinville, por intelectuais alemães da Revolução Liberal que foram forçados a emigrar.



Veja mais em: Antropologia

Artigos Relacionados


- O Sistema Feudal
- Atividade Econômica No Sistema Feudal
- A Imigração Italiana Para O Sul Do Brasil
- O Que Foi Mesmo O Feudalismo?
- As Raízes Da Concentração Fundiária No Brasil
- A Estrutura Fundiária & Reforma Agrária No Brasil
- Política Indigenista No Século Xix, 2

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online