PUBLICIDADE

Página Principal : Antropologia


Os Pricipais Movimentos Internos e a Emigração no Brasil



O saldo migratório corresponde ao número de imigrantes recebido numa região menos o seu número de emigrantes, que corresponde àqueles que deixaram essa região dirigindo-se a outra. Os resultados negativos correspondem aos estados cujo número de emigrantes é maior que o de imigrantes. Os resultados positivos o contrario.

Os estados que apresentam maior emigração no Brasil, são os nordestinos: Paraíba, Piauí, Bahia e Pernambuco.

O centro-oeste possui o menor percentual de residentes nascidos na região: 69%.

No Brasil, percebemos que os movimentos migratórios estão associados a fatores econômicos desde o tempo da colonização.

Quando terminou o ciclo da cana-de-açucar no Nordeste e se iniciou o do Ouro em Minas Gerais, houve um enorme deslocamento de pessoas e um intenso processo de urbanização do novo centro econômico do país. Mais tarde com o ciclo do café e com o processo de industrialização o eixo Rio-São Paulo se tornou o grande pólo de atração de migrantes. Somente a partir de 1970, com a criação de políticas publicas de incentivo à ocupação das regiões Norte e Centro-Oeste, a migração em direção ao sudeste começou a apresentar significativa queda.

Atualmente, São Paulo e Rio de Janeiro são as capitais que menos crescem no Brasil.

Qualquer região do país que receba investimentos produtivos, públicos ou privados, que aumentem a esfera de emprego, receberá também pessoas dispostas a preencher o novo quadro de empregos.



Veja mais em: Antropologia

Artigos Relacionados


- Migrações Internas - Brasil
- A Região Sudeste
- História Do Brasil
- A Interiorização Do Desenvolvimento No Estado De São Paulo
- História Do Estado Brasileiro De Alagoas
- As Relações De Trabalho & A Urbanização
- Califórnia, Não. Texas(efeito Etanol)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online