PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


Etanol - a hipocrisia de um combustível sustentável





O ETANOL, álcool oriundo da cana-de-açúcar, tem sido aclamado por muitos como uma alternativa de fonte energética limpa e sustentável. O álcool é sim um combustível renovável, pensado como alternativa ao escasso petróleo, combustível fóssil com quantidades limitadas. O aumento da produção do combustível renovável, sem nenhuma dúvida é uma das principais metas do governo federal e foi assunto relevante entre Lula e Bush, quando este esteve em visita ao Brasil. Mas, dois sérios problemas - ambiental e social ? deverão ser enfrentados antes que se possa dizer que o Etanol é fonte energética limpa e sustentável.
A produção do álcool gera uma série de poluições, pois, em muitos lugares onde se
cultiva a cana, ainda é adotada a queimada antes do corte, originando um grande lançamento de poluentes na atmosfera, prejudicando a saúde das pessoas que vivem na região e cidades próximas. Há estatísticas provando que o número de internações por problemas pulmonares e por hipertensão arterial aumenta muito durante o período da queima da cana-de-açúcar, que acontece entre abril e novembro, nas regiões produtoras.
Danifica, também, o meio ambiente, pois muitos animais nativos são mortos pelo fogo e este ainda poderá atingir áreas naturais que ficam próximas às plantações. Além da poluição ambiental o plantio cana-de-açúcar provoca sérios problemas sociais, pois para o corte da cana é empregada mão de obra temporária (os conhecidos bóias-frias), sujeita a salários baixíssimos e desprovida de equipamentos adequados para o trabalho perigoso. A Lei Estadual n. 11.241, de 19 de setembro de 2002, permite a queima gradativa da cana-de-açúcar em áreas não mecanizáveis até o ano de 2031, enquanto, nas mecanizáveis, vai até 2021. Uma Lei visivelmente confrontante com a Lei Federal n. 6938/81 (Política Nacional do Meio Ambiente), que lhe é hierarquicamente superior, a qual condena atividades poluidoras, como é a do caso em pauta. Conclui-se então, que pelo menos por enquanto, analisando o problema a partir do Estado de São Paulo, maior produtor de cana-de-açúcar do país e perante as leis estaduais vigentes, que ainda não se pode falar que o etanol é uma fonte energética limpa e sustentável.
(resumo de Eni Martin baseado em artigo de Paula Lopes de Araújo, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queirós ? Esalq).


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- Biocombustível Ou Comida?
- A Substituição Do Petróleo Por Etanol
- Califórnia, Não. Texas(efeito Etanol)
- Os Heróis Do Presidente
- Produção De Etanol
- Lula Erra Em Bruxelas: Há Cana-de-açúcar Na Amazônia
- O Café Nosso De Cada Dia

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online