PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


800 milhões de novos consumidores



800 MILHÕES
DE NOVOS CONSUMIDORES

Artigo da
revista Exame, editora Abril, edição 873, nº 15, ano 40, agosto 2006Um estudo realizado por uma equipe de
pesquisadores do banco americano Goldman Sachs, prognosticou que no decorrer
das próximas décadas os quatro países que compõem o chamado Bric - iniciais de
Brasil, Rússia, Índia e China - deverão ascender ao topo do ranking das maiores
economias mundiais, desbancando atuais potências como Japão e Alemanha. Além
dessa perspectiva, a China deverá ultrapassar até mesmo os Estado Unidos e
alcançar a liderança econômica do mundo.Uma das conseqüências dessa ascensão dos
Bric será a rápida afluência de uma massa de novos consumidores, que de acordo
com os cálculos do Goldman Sachs, já no período de 2005 a 2015, os rendimentos
de cerca de 800 milhões de pessoas nos quatro países poderão cruzar a linha
divisória para o patamar de consumo de classe média. Com isso, o mercado global
poderá crescer quase 50% em apenas dez anos.Por enquanto, só o Brasil não corresponde
às expectativas, crescendo menos de dois pontos percentuais. Os principais
fatores apontados, que atrapalharam o crescimento do país foram: carga
tributária pesada e a informalidade em muitos setores, infra-estrutura precária
e educação deficiente. Por outro lado, o Brasil participa de modo crescente
como fornecedor de alimentos e matérias-prima e foi o que mais ganhou com o
aumento do intercâmbio com os outros países do Bric. Deve-se, entretanto, tomar
cuidado para não se tornar excessivamente dependente das economias asiáticas.Os mercados emergentes são instáveis por
natureza. Recentemente, viu-se a crise da bolsa da China, que fez despencar as
bolsas de todos os países e diminuir a credibilidade para investimentos. Isso
faz com que haja certa reluta em acreditar que essa perspectiva de crescimento
seja sustentada.Mesmo com risco, as grandes empresas
investem maciçamente em negócios nesses países. Uma única e definitiva razão
que explica esse movimento é a migração de consumo dos mercados ricos e maduros
para os promissores e desiguais emergentes.De acordo com o indiano Coimbatore Krishnarao Prahalad, considerado o mais influente pensador do mundo dos negócios da atualidade, a chave para o sucesso das empresas no século XXI é explorar o mercado de bilhões de consumidores na base da pirâmide social, combinando alta qualidade com preços radicalmente baixos.


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- 2008 NÃo É O Fim Do Mundo - Brasil EstÁ Forte Para Enfrentar A Crise Da Economia Mundial
- Empresários Do Futuro
- Verdades Sobre A Crise De Alimentos
- Globalização
- O Brasil, Quase Lá?
- Cop-15 (conferência De Copenhague)
- Globalização

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online