PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


INFLAÇÃO: DOENÇA CONGÊNITA DO POVO BRASILEIRO




Embora o Brasil tenha como conquista, no campo econômico, manter a inflação sob certo controle, a população brasileira vive num permanente estado de torpor nflacionário, alimentando a expectativa de que os preços sempre estão em alta. Por essa razão a inflação no Brasil não deixa de ser uma ameaça constante, por estar vinculada à cultura do povo. Da época inflacionária o povo brasileiro herdou, além dos traumas econômico-financeiros. a inflação no número de índices que servem para medir a inflação, esses índices apresentam uma grande variação entre eles. A divergência entre os índices se justifica porque cada um deles mede coisas diferentes. Podemos citar alguns deles: IGP-M, IPCA, INPC, IVC-SP, IGP-DI, IPC-SP, IPA. Na verdade esses índices são fruto da desconfiança do povo brasileiro. O índice que mais chama a atenção é o IGP-M(Índice geral de preços de mercado), que no acumulado de qualquer período considerado sempre apresenta a maior alta. O IGP-M é um indicador que além de refletir na sua composição um peso de 60% da variação dos preços, é utilizado no reajuste de tarifas públicas, o que provoca a contaminação nos preços do varejo. O IGP-M é uma armadilha, porque é o produto da média ponderada do IPA, este último se utiliza da lista de preços e ao apurar os preços no atacado, utilizando como base as listas de preços, não capta os preços efetivamente praticados entre o setor produtivo e o atacado, além de não considerar que se trata apenas de uma lista na qual o vendedor tem apenas a intenção de praticar sem que isso signifique necessariamente a intenção do comprador, mesmo considerando que os preços dependam do comportamento das pessoas; por essa razão o IGP-M acaba refletindo uma inflação maior que a real, ou seja uma inflação teoricamente idealizada, uma inflação metafísica, o que pode provocar uma elevação na taxa de juros. O IGP-M é pesquisado até o último dia útil de cada mês. O INPC é pesquisado mensalmente pelo IBGE, considerando preços praticados, e representa a média do custo de vida nas principais regiões metropolitanas do país, considerando famílias de 1 a 8 salários mínimos. O índice mais adequado para medir a inflação ao consumidor seria o IPCA, pela sua abrangência geográfica e porque mede dez mil itens nas principais regiões metropolitanas do país, além de ser um índice de varejo, é apurado mensalmente pelo IBGE. O INPC e o IPCA são divulgados dez dias depois do encerramento de cada mês. A cultura inflacionista do povo brasileiro impede uma discussão, na sociedade, ao respeito da redução de índices e muito menos no que diz respeito à unificação de um índice inflacionário. ?Por favor, algum leitor, me mande 500 reais de maminha, se eu não estiver, enfie por baixo da porta?.


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- Desenvolvimento Econômico
- Política Monetária E Inflação
- A Inflação Dos Alimentos Assusta
- Os Novos Keynesianos
- Incoerências Do Sistema Tributário Do Brasil
- A Economia Cafeeira De Livre Mercado
- América Latina ? Um Barril De Pólvora

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online