PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


a noção de campo de Pierre Bourdieu



A noção de ? campo? de Pierre Bourdieu diante às práticas institucionais que o intelectual Celso Furtado se completa e, assim propondo a transformar o irreal da teoria no real da prática anunciado nas obras e, ao mesmo tempo, constituindo um processo de relação com as instituições como a CEPAL e a SUDENE. Sendo esta noção de campo definida, como: ?Os campos se apresentam à apreensão sincrônica como os espaços estruturados de posições (ou de postos) cujas propriedades dependem de sua posição nestes espaços e que podem ser analisados independentementes das características de seus ocupantes (em partes determinadas por eles)?. Nesta argumentação tem a diferente posição que o intelectual se relaciona no espaço social se interagindo por lutas agravadas no campo, isto é, a intensificação no campo de forças que pelas ações buscam se posicionar como um jogo ?visando a conservar ou a transformar o campo de lutas?, de acordo com a tomada de posição pretendida. É salutar, nesta comunicação, ter uma perspectiva que dadas às circunstâncias houve variações no pensamento do intelectual Celso Furtado no período que contribuiu na Comissão Econômica para América Latina e no governo de Juscelino Kubitschek, a qual trabalhou com o planejamento da SUDENE. Pierre Bourdieu com a noção de ?campo? propicia um entendimento de que o intelectual apresenta na sua carreira de pesquisador do mundo e suas relações com o real prescrito nas práticas institucionais.


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- A Noção De Illusio Na Obra De Pierre Bourdieu
- O Capital Social: Notas Provisórias
- LiÇÕes Da Aula
- O Poder SimbÓlico
- Sobre A Sociologia Educacional De Pierre Bourdieu - : Primeiros Conceitos
- O Poder Simbólico
- O Poder Simbólico - 1ª Parte

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online