PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


Análise Tempos Modernos



Logo na primeira cena do filme o autor já deixa bem claro como eram os cenários econômico e social da época. O povo é comparado a ovelhas sendo guiadas para o trabalho.
O chefe, ou o presidente da indústria, que é quem mais lucra, na verdade é quem menos trabalha.Esse mesmo patrão exerce um rígido controle sobre os atos dos trabalhadores , vigiando-os e cobrando sempre uma grande produção, exigindo muito dos empregados.Com isso há um excesso de cobrança sobre os horários de entrada e saída dos operários.
Há uma crítica do autor sobre o processo de produção, a conhecida linha de montagem, na qual há a divisão do trabalho, processo no qual cada trabalhador sabe fazer apenas e então somente aquilo que lhe é da função, não realizando qualquer outra tarefa, como, por exemplo, na cena em que Carlitos, atordoado, atira graxa nos operários, causando grande confusão,e no momento em que ele mexia na alavanca que parava/iniciava o processo , apenas um trabalhador desfazia a operação, mesmo que outros estivessem mais próximos da alavanca.
O processo industrial era tão duro que funcionava quase como num regime escravista, exigindo total empenho do empregado, tendo que tentar usar todo o tempo disponível para produzir, o que fica evidenciado quando no teste do aparelho para alimentar trabalhadores fazendo com que, estes usar o horário de almoço também para produzir. Isso demonstra um desrespeito enorme para com os funcionários, um verdadeiro descaso com os de menor poder aquisitivo.
Em outra cena, quando aparece a garota do cais em sua casa há uma mostra da família do desempregado da década de 30, filhos sem comida, pai desesperado e uma necessidade de cometer atos ilícitos para a obtenção de algum alimento.
Quando Carlitos estava preso, há uma menção às drogas, mostrando como elas viciam alguém e o que causa aos seus dependentes.
A parte social é citada em outros momentos, como por exemplo quando a garota do cais é presa ao roubar um pão e os ex-trabalhadores da fábrica invadem a loja de departamentos e dizem que só querem se alimentar. Na mesma loja Carlitos atende a algumas necessidades da garota que o acompanhava, necessidades do ego de, se vestir bem , dormir bem , e ainda, quando os dois estão na rua eles sonham em atender a vontade de se alimentar bem e de ter um abrigo aconchegante.
O filme relata bem como é o ser humano, sempre procurando atender às mais diversas necessidades para que possa ter uma vida mais agradável.


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- A Ideologia Em Geral, Karl Marx.
- Luta De Classes - Novos Embates
- O Fordismo
- Acumulação Flexível: Modo Japonês De Produzir
- A Divisão Do Trabalho
- Responsabilidade Objetiva Da Empresa Por Acidentes De Trabalho
- Teoria Do Estudo ?tempos Modernos? De Taylor

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online