PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


CRISE DOS ANOS 70 E A NECESSIDADE DE REESTRUTURAR O SETOR PRODUTIVO DOS PAISES AVANÇADOS - PARTE I




CRISE DOS ANOS 70 E A NECESSIDADE DE REESTRUTURAR O SETOR PRODUTIVO DOS PAISES AVANÇADOS

I. Padrão de crescimento das economias desenvolvidas no pós-guerra:
& middot; Rápida expansão industrial (complexos metal-mecânico e químico) impulsionando setores como:
v ? Agricultura
? Serviços
? Transportes
? Comunicação

· ­ Progresso técnico ® ­Produtividade ® ­ Competitividade Þ :
v ­ Exportações de Manufaturados
­ economia Escala
¯ Preços
­ Salários
§ Þ ­ DA Þ :
· ­ Progresso Técnico
­ Produtividade
­ Investimento
­ Crescimento econômico
· Þ ­ Competição internacional ® ­ Internacionalização da produção em busca de:

v Mão de Obra, matérias-primas e energia, mais baratas.

II. Perda do dinamismo deste padrão de crescimento
· A crise tem dois componentes:
a) Cíclico, Estrutural
® Esgotamento do padrão de crescimento de sua trajetória tecnológica.
b) Conjuntural ® choque do petróleo e das matérias-primas.

· Saturação do consumo de produtos industriais (bens duráveis).
· Escassez de mão de obra Þ D
­
Salários
>
D
­
Produtividade
Þ
:

v ¯ Taxa de retorno (lucro) ®
¯ Taxa de investimentos ®
¯ Ritmo de crescimento da produção ® ­ ociosidade e
­ Pressão inflacionária
§ Þ: ¯ Processo de inovação ® Surgem pressões protecionistas (barreiras) Þ ¯ do efeito dinamizador do comércio internacional ® ¯ ganhos de escala.

· ­ Preços do petróleo e das matérias primas Þ :
v ¯ Nível da atividade econômica ® (­ Custos das empresas).
¯ Comércio Internacional
­ Processo inflacionário
­ Concorrência
­ Pressões inflacionárias e instabilidade financeira

: Þ CRISE INTERNACIONAL DOS ANOS 70

III. Transição para novo padrão e nova trajetória tecnológica (77?78):
· Surgem novas tecnologias de produtos e processos ® Avanço nas áreas Þ :
§ Microeletrônica,
§ Processo e transmissão de dados,
§ Equipamentos e sistemas de automação flexível,
§ Biotecnologia e Engenharia genética,
§ Novos Materiais e novas tecnologias energéticas.

· Novas técnicas gerenciais
· Novas formas de organização industrial
· Novas estratégias de mercado

IV. Estas mudanças levam à reestruturação e relocalização das indústrias
· ¯ Das vantagens competitivas tradicionais.
· ¯ Peso da mão de obra direta no processo produtivo e ­ requerimento de qualificação;
· ¯ Peso dos materiais (recursos naturais) e da energia no produto final.
· ¯ O deslocamento das indústrias para os países periféricos.
· ¯ A importância das chamadas vantagens comparativas estáticas.
· ­ As dificuldades para proteger os mercados internos e ­ dependência das novas tecnologias.
· ­ As dificuldades para exportar produtos manufaturados p/os desenvolvidos.
· ­ As dificuldades para atrair IED.

V. Nova divisão internacional do trabalho, estava baseada em vantagens comparativas dinâmicas:
· Criatividade
· Domínio e difusão de tecnologias avançadas
· Formação de recursos humanos de alta qualificação
· Talento organizacional
· Capacidade de previsão e habilidade para escolher e adaptar

v Estes são os principais fatores de competitividade
, seu alcance depende de:
§ Políticas macroeconômicas favoráveis ao crescimento.
§ Políticas industriais positivas, proativas.
§ Políticas públicas positivas voltadas para educação, P&D, C&T, e investimentos em capital social básico (educação, qualificação da M.O.,etc).
§ Estratégias empresariais articuladas
§ Novo papel do Estado
Obs: Estas políticas e estratégias são parte dos programas de reestruturação produtiva nos países desenvolvidos.


VI. Natureza do processo de reestruturação produtiva (RP) nas economias desenvolvidas.
· A RP nas economias industrializadas, pode ser entendida como a busca de novas bases de competitividade e rentabilidade.

· A RP inicia dada a ?necessidade de adaptação frente ao desafio da competitividade?
entendida esta como a ?capacidade para sustentar e aumentar a participação nos mercados internacionais, com elevação paralela dos níveis de vida da população?.

· Em termos de estratégias, a RP enfrenta uma dupla problemática:
a) Reestruturação defensiva
® racionalizar os setores tradicionais:
§ Química
§ Siderurgia
§ Construção Naval
§ Têxtil, etc

b) Reestruturação positiva
® construção de vantagens em setores promissores e de alta tecnologia:
§ Computação.
§ Telecomunicações.
§ Robótica.
§ Novos Materiais.
§ Eng. Genética
·  


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- Necessidades - Noção E Classificação
- Marketing E Política Comercial
- Parametros Curriculares Nacionais
- Parametros Curriculares Nacionais
- Feudalismo
- Parametros Curriculares Nacionais
- Consumo - Noção E Tipos

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online