PUBLICIDADE

Página Principal : Economia


Urss _ O Fim da Superpotência



Mikhail Gorbatchev, depois dos insucessos da Perestroika e ante as pressões separatistas, tentou manter a coesão territorial do país, fazendo um acordo com as republicas, concedendo-lhes maior autonomia no âmbito de uma federação renovada, de forma que a União Soviética caminhasse gradativamente para uma espécie de Confederação; mas isso era inadmissível aos comunistas conservadores.

 Um dia antes de entrar em vigor o acordo firmado, os comunistas ortodoxos, sob a liderança de Guenedi Ianaev deram um golpe de Estado; mas a tentativa golpista durou apenas de 18 a 20 de agosto de 1991, por falta de apoio popular, por divisões no PCUS _ Partido Comunista da União Soviética, e nas forças armadas e por causa da resistência liderada por Boris Yeltsin, presidente eleito na Rússia.

 Aproveitando-se da crise política que se instaurou, os Países Bálticos proclamaram sua independência política, dando inicio ao desmembramento do país. As republicas, uma a uma, proclamaram sua  independência política.

 E o golpe fatal veio em dezembro de 1991, quando a própria Rússia, sustentáculo da União Soviética, proclamou também sua independência, sepultando de vez a superpotência.

 Um encontro dos presidentes da Rússia, da Ucrânia e de Belarus, em 09 de dezembro de 1991, em Minsk _ Belarus, selou o fim da União Soviética. Como resultado do acordo de Minsk foi estabelecida a Comunidade dos Estados Independentes_CEI.

 Das antigas republicas soviéticas, apenas a Lituânia, a Letônia e a Estônia optaram por não fazer parte dessa entidade porque queriam romper todos os vínculos com os russos, seus opressores desde a Segunda Guerra Mundial.

 A Rússia, a mais importante das ex-republicas soviéticas, ocupou o espaço da antiga União Soviética no cenário internacional, inclusive o assento do membro permanente do Conselho de Segurança da ONU e, em 1998, foi convidada a fazer parte do G-7 _ Grupo dos 7, o qual passou então a G-8. mas, desde a grave crise econômica que enfrentou ao longo dos anos 1990, o país vem perdendo o status de potencia mundial. Seu quadro econômico já vinha se deteriorando desde a época da União Soviética. O fracasso da Perestroika e a desastrada transição para a economia de mercado, lançaram o país em uma profunda recessão.

 Além da crise econômica, outro fator de instabilidade enfrentado pela Rússia desde os anos de 1990, são os movimentos separatistas; com 17 milhões de km2, é o país mais extenso do mundo, e em seu território convivem mais de 80 etnias.


Veja mais em: Economia

Artigos Relacionados


- Perestroika _ Novas Idéias Para O Meu País E O Mundo
- União Soviética: A Potência Que Durou 69 Anos
- Gorbatchev E A Abertura Do Leste Europeu
- Formação Da Urss
- Rússia X Geórgia
- Mega Memória ? A Perestroika E A Reunificação Das Alemanhas
- O Declínio Do Comunismo

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online