PUBLICIDADE

Página Principal : Ciências Politicas


A Morte do Povo



A Morte do Povo

Perdido no tempo o olhar inocente de um menino foge pela janela a fora e vagueia horizonte a dentro pensando: ?O céu está avermelhado, o aroma do ar está ardente, o sabor da minha água está azedo...? Seu corpo frágil e puro viaja sob a densa escuridão de uma dimensão gélida, escusa, maldita.
As lágrimas correm pelo seu rosto tornando a imagem de um anjo num demônio e suas mãos apertadas deixam escapar a impressão de desespero e dor que viera sentir. Os lábios secos e os cabelos desarrumados mostram sua luta insana e inútil por uma vida que nem ele mesmo sabia por que tinha...

Milhares de velhos, jovens e crianças morrem por causa da violência hoje no mundo.
Milhares de famílias são marcadas por tal incompetência humana que exagera na falta de amor para com a vida alheia. Nossa luta a favor de um mundo melhor é esquecida e atropelada pelo monstro da ganância, corrupção, vaidade, luxuria, maldade que impera sob todos os cantos da Terra. Fraquejamos perante um fato tão desprovido de qualquer moral e honra que não se exala de homens e mulheres avarentos que profanam nosso solo sagrado e abençoado por Deus.
Um país de terra nobre, de céu limpo, de águas calmas, de povo humilde, de poeira branda de fácil limpeza, torna-se um imenso prostíbulo, onde não há mais escrúpulo ou razão, onde as pessoas decentes são vistas como tolos que um dia hão de morrer, hão de extinguir-se.
A sua vida, confrontada com a parede do esgotamento humano, divide-se em pensamentos honestos e insanos.
Falar da morte não é tão simples quando estudamos sua causa, sua raiz. Dizer que uma bala perdida fez mais um número no necrotério é tão simples quanto tomar um sorvete. Mas abrindo a ferida da bala, sentindo um remorso desgraçado, enxergando seu filho ou sua mãe deitada dentro de um caixão, garanto que é muito mais profundo para seu coração que para seus olhos. Ao ver uma notícia pela tv, no Jornal Nacional, o Willian Bonner e a Fátima Bernardes dão a notícia com a pior expressão possível, para tentar passar algum sentimento. Isso fazem deles bons jornalistas, mas o que parece é que não adianta termos ótimos jornalistas no país e no mundo sendo que o telespectador é cego e vive num mundo utópico. O que quero dizer é que as pessoas lêem e assistem aos jornais e notícias imaginando inconscientemente que nada acontecerá com ela, nunca... Mas como já disse o poeta de palavras vazias, mas que fazem um certo sentido( Cazuza ), ?Não me diga nunca, meu amor... nunca/ Pra qualquer um na rua, beija-flor...? Não basta se chocar com a notícia, você tem que se conscientizar de que o homem que possui poder no seu país te chama todos os dias de IGNORANTE, TOSCO, VERME, CHUCRO, INCAPAZ, BURRO, INÚTIL...
Quer viajar? Quer fazer um ?bate volta? na praia? Quer ver progresso na sua vida e um futuro para seus filhos e filhas??????
Conscientize-se primeiro que seu voto, suas palavras e sua BANDEIRA estão acima de qualquer domínio de morte que te impõem deliberadamente.


Veja mais em: Ciências Politicas

Artigos Relacionados


- Faltou O Berço...
- Porque As Pessoas Se Suicidam? Falta Jesus Em Seu Coração.
- O Soldado Que Roubou Meu Pai
- Frases Sartre
- Http://www.orkut.com.br/main #testimonialview?uid=3472038 214611900207&n
- Povos Indigenas Do Brasil E Lenda Esquimó
- Crônica / Agradecimento

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online