PUBLICIDADE

Página Principal : Ciências Politicas


Lendas Urbanas Atuais 1



        Se o leitor (a) permite, irei contar uma lenda urbana dos tempos contemporâneos, mas observe bem, é apenas uma lenda urbana. Não confirmo nada, não sei, nada, nem os nomes de ninguém, mesmo que soubesse não poderia dizer.

        Diz a lenda que um certo comerciante na grande São Paulo, tinha um pequeno mercado, veio a falir e perder seu negócio em razão de um plano do governo federal, um certo plano Cruzado. Passou alguns anos até conseguir se levantar novamente e veio outro plano, o Plano Verão e novo golpe, novas perdas.

        Fechou outra porta. Tentou outros segmentos, mas para sua infelicidade, foi novamente vencido por Plano Bresser, outros planos e novo fôlego. Conseguiu abrir uma agência de veículos, os negócios até que iam bem, mas para ser repetitivo veio o Plano Collor e como se diz, quebrou suas pernas. Ficou literalmente combatido.

        Mas como bom comerciante, fez amizades por aqui, por ali e de um lado para outro, acabou apoiando um certo candidato que se elegeu como Deputado Federal. A sorte começou a lhe sorrir. Anos mais tarde este deputado foi eleito presidente da Câmara.

        Nada mais conveniente, ligou para o amigo deputado e pediu uma ajuda para conseguir vencer na vida. Mas o deputado lhe disse algo assim: "Olha, este negócio de CPIs está pegando pesado aqui no Brasil, eu não vou querer me expor e cair neste negócio. Faça o seguinte, como você tem o seu nome limpo, não está devendo nada, conseguiu pagar tudo, abra uma empresa de serviços e entre em uma concorrência pública, eu te ajudo daqui.".

        Foi o que o cidadão fez, vamos chamar este cidadão de João, poderia ser José, Jorge, ou qualquer outro nome, mas chamaremos de João. João abriu a empresa e evidentemente ganhou a licitação. Alugou por 30 dias um grande terreno na Av. do Estado em São Paulo. recrutou com amigos, parentes, conhecidos, caminhões, tratores, carros, etc. Mandou adesivar todos os veículos com o nome de sua empresa Matemax (nome fantasia), todos vestindo camisas com o nome da empresa, tudo de fachada, pois não eram seus funcionários, mas sim amigos, parentes, amigos de amigos, etc.

        Vieram dois auditores do governo federal e vistoriaram a empresa, atestando que tudo o que ele havia informado existia. Foram então para o escritório da tal empresa, nada menos que uma sala que foi alugada na Av. Paulista por uma semana. Garçons, garçonetes, pessoas "trabalhando", tudo de fachada, nada era real, se pegassem um telefone para fazer uma ligação não teria linha.

        Os auditores confirmaram tudo e assinaram a autorização. Com a autorização o João conseguiu financiamentos no BNDS e começou sua carreira como próspero empresário, prestando serviços de telefonia.

        Ao saber que a telefonia no Brasil seria privatizada, ele ligou para seu amigo deputado e este lhe passou a informação de que tal região seria vendida para os portugueses, a outra para os ingleses, certa região seria tratada com os americanos e a região onde ele estava seria negociada com os espanhóis com uma certa Telemonica.

        João imediatamente voou para a Espanha e ficou 30 dias em Madri para negociar com a Telemonica.

        Ao final dos 30 dias, voltou para o Brasil e ficou assistindo a privatização e a confirmação de tudo o que já havia sido antecipado. Depois da venda, outras empresas que prestavam serviços para a telefonia na sua região, foram até o escritório da Telemonica e foram informados que esta já tinha um representante no país, a Matemax.

        Inicialmente, a Matemax contratou funcionários que tivessem veículos próprios e que pudessem trabalhar com os mesmos. No ano seguinte, a Matemax adquiriu de uma só tacada nada menos que 600 veículos e começou a organizar sua frota.

        Atualmente, a Matemax lidera a operação e prestação de serviços na sua região, mas lembre-se, isso tudo é somente uma lenda, uma lenda urbana. E eu não sei de nada.




Veja mais em: Ciências Politicas

Artigos Relacionados


- Pt Uma Verdade Ou Uma Farsa.
- A Lei Que Tirou A Parmalat Do Sufoco
- Brasil Ante O Dilema Da Flexibilização Das Relações Trabalhistas
- O Sonhador E O Pessimista
- Empresário Faz Ameaça C/mentiras P/fugir De Obrigações Trabalhistas.
- Curiosidades Papais
- O Desemprego Tem Solução

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online