PUBLICIDADE

Página Principal : Ciências Politicas


Democracia sem o povo: uma triste experiência



ELEIÇÕES LIVRES?

As eleições livres e justas são conhecidas, na teoria política, como sendo fontes confiantes de legitimidade em democracia. O conjunto de eleições de 1999, 2003 e 2007 na Nigéria revelou dificuldades no casamento entre eleições e democracia. Pode existir democracia sem o povo? Parece que o povo é excluído pelas forças da elite, suspeitando de si próprias em confiar no povo com racionalidade. A muitos faltam registos anteriores de realização em cargos políticos e procuram o regresso. Para uns poucos, o ?apadrinhamento? parece solidificar-se contra a liberdade do povoem participar no processo político. Os processos de verificação pós eleitorais sobre as violações das normas eleitorais, viram também o público a ser negligenciado, pelo menos a respeito da posição da sociedade civil. Este trabalho procura focar as dinâmicas das eleições e o papel dos cidadãos. Procura até que ponto a democracia pode reclamar ser democracia sem o envolvimento dos cidadãos, recorrendo ao volume de literatura teórica e empírica sobre a democracia. A Nigéria fornece um caso exemplar para o debate destes aspectos.


Veja mais em: Ciências Politicas

Artigos Relacionados


- O Conceito De Democracia Indireta
- Democracia
- Delta07
- Repesentação X Partidos
- Politica Classica
- Brasil, 509 Anos ? Democracia Frágil
- Mundo Clássico - O Pai Da Democracia

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online