PUBLICIDADE

Página Principal : Ciências Politicas


China investe em Mianmá para garantir abastecimento de petróleo



O crescimento econômico chinês, acima de 10% ao ano, tem levado ao país intensificar seus investimentos em países carentes de infra-estrutura, onde a matéria-prima é abundante, garantindo assim o fornecimento dessa e a solução da sua grande preocupação em torno da segurança energética.
O país asiático de Mianmá (antiga Birmânia) é um exemplo da estratégia geopolítica chinesa. Com o objetivo de diminuir a dependência da exportação de petróleo através do Estreito de Malaca, região geográfica dominada politicamente pelas potências ocidentais e Índia, o governo chinês recebeu autorização do governo ditatorial de Mianmá para a construção de 1200 quilômetros de um oleoduto que liga o porto de Sitwe, no sul do país, à cidade chinesa de Kunming.
Preocupado com um eventual conflito com Taiwan, e conseqüentemente com a retaliação dos Estados Unidos, em torno do fechamento da passagem de Malaca, o governo chinês vem apoiando uma das mais violentas ditaduras do planeta, boicotando as sanções econômicas introduzidas pelo Ocidente, e colocando assim seus interesses econômicos num patamar superior aos direitos humanos.


Veja mais em: Ciências Politicas

Artigos Relacionados


- Reino Manchu
- O Sucesso Do Crescimento Econômico Chinês
- A China
- China _ Balanço Das Reformas
- Origem Da China
- O Futuro Do Dragão
- Pac - Programa De AceleraÇÃo De Crescimento

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online