PUBLICIDADE

Página Principal : Ciências Politicas


A UTOPIA - THOMAS MORUS



O artigo do blog é uma ANÁLISE CRÍTICA do livro mais badalado como fantasia impossível de governo ideal. Começa criticando o comentário incoerente dos tradutores para nosso tempo. Dizem que a "Utopia" é uma crítica do regime burguês e já a seguir diz que é um espelho das injustiças e misérias do Feudalismo. Pera aí! Feudalismo é o sistema reacionário banqueiro do ouro com Reis, Nobres, Vassalos e Servos da Gleba, com os donos de tudo escravizando e matando os súditos a seu bel prazer, como estão programando hoje a Globalização. Burgueses eram os fugidos dessa servidão para os Burgos, onde prosperavam livres como comerciantes, artífices, viajantes, profissões liberais, estudiosos, artesãos, ourives, etc, num sonho de liberdade com Verdade, meritocracia e propriedade individual. Prossegue fazendo um resumo do livro de Morus para mostrar que a tal Ilha do Governo Perfeito como está nessa obra hoje é uma piada de mau gosto. No LIVRO PRIMEIRO o autor explica que foi um viajante que viveu na ilha algum tempo e contou como era. No LIVRO SEGUNDO faz uma descrição física do território e se concentra uma descrição de uma família agrícola com 40 indivíduos ou mais e pelo menos dois escravos! Esse trabalho considerado perfeito seria a base da fartura e do bem estar. ARTES E OFÍCIOS é o capítulo em que fala de roupas todas iguais! Explica como resolvem o problema da superpopulação mandando invadir povos com espaços vazios, pelas armas se não aceitarem ser ocupados! Onde Hitler teria achado sua teoria do espaço vital? VIAGENS DOS UTOPIANOS é outra parte onde se quer exibir a boa vida de viajar para conhecer e ter todas suas despesas cobertas. Com isso fazem trocas vantajosas e ganham muito ouro e prata. E aí vem a loucura: esse ouro é para pagar tropas estrangeiras para suas guerras, preferindo expor à morte os outros! ESCRAVOS parece ser parte essencial do sistema perfeito! São escravos os criminosos, chegando a ir comprar criminosos nos outros paises! Os vencidos nas guerras também são seus escravos. E mais uma descarrilada: Ouro e prata serão usados para sobrecarregar de enfeites os escravos! DA GUERRA é a aberração total! Além de contratar povos mais broncos prometendo grandes fortunas, expõem os contratados nos pontos mais perigosos para que morram e não haja que pagar! RELIGIÕES DA UTOPIA admite pluralidade e que haveria um princípio superior para todas as crenças.Materialistas que houvesse não teriam direitos. O Artigo continua com a análise da época de Morus (1530), à qual se seguiram as Declarações dos Direitos Humanos e os conhecimentos sobre os Povos Indígenas das Américas e outras lendas como o Eldorado. O Artigo pode ser lido na íntegra no BLOG www.mariosanchezs.blogspot.com na data de 04.02.2010.



Veja mais em: Ciências Politicas

Artigos Relacionados


- A Vida Dura Dos Escravos
- Ouro E Moeda Na História (1450-1920)
- Consumidores Exigentes VencerÃo Feudoescravagistas- Artigo
- Ouro E Moeda Na História (1450-1920)
- Que É RevolucionÁrio? Que É ReacionÁrio?
- Tráfico Negreiro
- Onde Foi Parar O Ouro Brasileiro?

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online