PUBLICIDADE

Página Principal : História


Formação Econômica do Brasil



O produto agrícola escolhido pela empresa agrícola a ser implantada no Brasil foi o açúcar, tendo em vista que Portugal já conhecia bem as técnicas e os equipamentos necessários para a sua produção, pois já havia cultivado o açúcar nas Ilhas do Atlântico há algumas dezenas de anos. Esse é um ponto importante para o êxito da empresa naquele período. Adicionando a esse fato, a produção açucareira no Brasil também ajudou a fomentar o desenvolvimento industrial, em Portugal, com a produção de tais equipamentos, revertendo em mais lucros para a metrópole.

Portugal produzia, mas enfrentava dois problemas: onde colocar o produto e como encontrar mão de obra para dar andamento à produção? O primeiro problema foi resolvido da seguinte forma: inicialmente, a produção açucareira era escoada para o mercado das Ilhas do Atlântico, antes monopolizados pelos italianos. No entanto, com o aumento da oferta do produto que acabou por causar uma crise de superprodução e redução de preços, fez com que Portugal começasse a encaminhar seus produtos para outros mercados: Flandes, Veneza, Gênova, Chios e Inglaterra. Portanto, a produção era realizada por Portugal, porém a distribuição era realizada pelos flamengos ( holandeses, franceses e bélgicos) que o refinavam e distribuíam-no.
De fato, Apenas os Holandeses, especializados no comércio intra-europeu, tinham como criar um mercado de grandes dimensões. Foram, pois, eles quem enxergaram a viabilidade do açúcar brasileiro, passando então a financiar a expansão da produção, o refino e a comercialização do produto, bem como as instalações e a importação de mão de obra escrava. Desse modo, o problema da força de trabalho foi resolvido com a vinda da mão de obra escrava da África.

A empresa: Produção ? refino ? distribuição

1. Mão de obra: tráfico de escravos pelos portugueses
2. Experiência técnica: portugueses
3. Poder financeiro e capacidade comercial: holandeses
4. Condições de trabalho: holandeses.

Como eram as condições de trabalho? Terríveis. Só pagando elevados salários, o que inviabilizaria a produção.

Portugal produzia açúcar para conseguir ficar nas terras americanas, porém seu objetivo era encontrar ouro. Se não houvesse a empresa açucareira, os portugueses não teriam continuado nas terras americanas.


Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Base Da Economia Colonial No Brasil
- O Ciclo Do Açúcar - Parte I
- Capítulo 7 ? Encerramento Da Etapa Colonial (século Xvii E Xviii)
- Formação Economica Do Brasil Cap Xx
- Portugal E Brasil Na Crise Do Antigo Sistema Colonial (1777-1808)
- O Sistema Just In Time E Kanban.
- Cap 8 - CapitalizaÇÃo E NÍvel De Renda Na ColÔnia AÇucareira

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online