PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


Antonio Gramsci e a Sociologia da Educação



Um autor de grande importância para que possamos entender algumas das transformações pelas quais passa nosso País (e algumas outras partes do mundo) é Antonio Gramsci. Trata-se de um filósofo italiano nascido em 1891 e que faleceu em 1937. Conforme vamos poder observar adiante, Gramsci trouxe uma grande contribuição para algumas linhas teóricas em educação ao tentar adaptar o pensamento político marxista àsexigências da sociedade do século 20. Mas eis que surge a pergunta sobre como isto se deu.
Conforme sabemos mediante os estudos relacionados à Teoria Social de Karl Marx, este era um autor que partia do pressuposto de que as mudanças (revoluções sociais) ocorriam mediante uma luta (armada) de classes (bruguesesxproletários). No pensamento social de Gramsci, o espaço em que a luta de classes ocorre é o da cultura, e tal luta é uma luta principalmente ideológica.
Para Gramsci, o mais importante no desenvolvimento de uma revolução proletária (objetivo do pensamento revolucionário marxista) é se estabelecer uma revolução cultural, a qual ao mudar todo o sistema de crenças, valores e tradições de um povo, muda sua própria forma de pensar e traz até mesmo para as antigas elites conservadoras o modo de pensar da classe trabalhadora. Com vistas a efetivar este projeto de revolução cultural (o qual para Gramsci torna possível até mesmo prescindir do uso da força física para se manter caso seja bem feito), o autor pensa em duas estratégias: 1) A escola Unitária; 2) O intelectual orgânico.
Na escola unitária (única, mas também unitária) o indivíduo estaria presente em uma escola em que os trabalhadores intelectuais e os trabalhadores manuais freqüentam esta mesma escola (e por isto é única), igualmente nesta escola são aprendidos conteúdos relativos á formação profissional e à cultura clássica (e por isto a escola é unitária do ponto de vista do conhecimento). é nesta escola chamada por Gramsci de Escola Unitária, que será formado o Intelectual Orgânico, que nada mais é do que o sujeito que possui ao mesmo tempo um comprometimento com a classe a que se vincula e um saber (erudito e técnico-profissional) que o distingue dos demais. É através da mobilização política promovida pelo intelectual orgânico e pelos conteúdos escolares que não mais estabeleceriam distinção entre o trabalho intelectual e o trabalho material (braçal) que a revolução cultural aconteceria. A luta armada não ocorreria neste caso, pois todos estariam unificados o ponto de vista da cultura. Dedico este artigo a todos os leitores do Shvoong, em especial àqueles que são meus alunos de uma Universidade Brasileira.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Antonio Gramsci - Resenha
- Cadernos Do Cárcere Volume 1
- Ideologia E Ciencia Social
- A Escola Conservadora E As Desigualdades Frente à Escola E à Cultura
- Anísio Teixeira E A Implantação Da Escola Progressiva
- Sobre A Sociologia Educacional De Pierre Bourdieu - : Primeiros Conceitos
- Biografia De Anísio Teixeira (3): O Pensamento Do Autor E Sua Importância Para Nós

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online