PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


O professor intelectual na sociedade comtemporânea



Acreditar no futuro é tambem estar seguro de que o papel de uma Faculade de filosofia é o papel de crítica,isto é,da convicção de uma visão abrangente e dinâmica do que é o lugar,e o papel de denúncia,de proclamação clara do que é o mundo e suas verdades.
Essa crítica é o próprio trabalho do intelectual.A universidade,aliás,é,talvés,a única instituição que apenas pode sobreviver,se aceitar críticas,de dentro dela própria.Se a universidade pede aos seus participantes que calem,ela está se condenando ao silêncio,isto é á morte,pois seu destino é falar.
O númerode intelectuais verdadeiros pode diminuir se não cuidarmos de interpretá-los corretamente,as condições materias do mundo contemporâneo podem terminar por nos associar a um pensamento acorrentado.Esse é um dos paradoxos do nosso tempo,a era da inteligência baseada na máquina.
Os intelectuais genuìnos foram,durante muito tempo,os filosófos.Todavia muito tempo,os filosofia não pode dar conta dos extraordinários progressos realizados nas diversas áreas,produz obrigatoriamente os seus próprios filosófos,autores dessa ''''filosofia espontânea dos cientistas'''',isso se exerce através de metadisciplinas,única base válida para alcançar o mundo e produzir e conduzir interdisciplinaridades.Trata-se de um conhecimento global conseguido a partir das particularidades,como no passado se fazia a partir da filosofia.
Daí a possibilidade, de dentro de cada ramo do conhecimento,de distinguir a verdade do mundo das verdades interesseiras que levam á produção de teorias utilitárias.
O investigador se ocupa em descobrir leis particulares de fenômenos particulares,sem se preocupara com a verdade da totalidade,isso porque seu trabalho é fragmentário e fragmentador sua busca isolada de visões particulares reduz a visibilidade do todo e acaba sendo excludente.No mundo de hoje,ser intelectual é também tomar esse partido do progresso.Nesta fase de globalização ele próprio encontra problemas no que diz respeito ao conhecimento,tendo sempre se premunir contra excessos de intrumentalização ocorre pelo mercado ao impor lógicas externas,a prisão de slogans feita pela militância,a centralização dos resultados no que concerne a política e igualmente a instrumentalização pelo público através da busca de prestígio,os perigos de televisão tragos pela mídia e por fim a instrumentalização pela carreira através da burocracias impostas pela própria universidade.
Assim o intelectual se faz exiztente na prática através da sua procura em contribuir validamente para o conhecimento tendocomo aliados a universidades presente no espaço globalizado aliadas as verdades da idéias e sabe-las incorporá-las ao quadro atual em que vivemos.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- A Atitude FilosÓfica E O MÉtodo Dialogal De PlatÃo
- Filosofia
- Antonio Gramsci - Resenha
- Filosofia
- Metodologia Científica - Guia Para A Eficiência Nos Estudos
- A Esfera Social E O Ensino Da Filosofia
- A Dialética Hegeliana

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online