PUBLICIDADE

Página Principal : História


Hitler o Nazismo




Quando, em Novembro de 1918, os generais obrigaram o imperador Guilherme II a abdicar, foi proclamada na Alemanha a República de Weimar. Foi já o governo republicano que assinou a paz. O Tratado de Versalhes era, porém, para a generalidade dos Alemães uma autêntica vergonha, o que favoreceu o engrossamento dos que se opunham ao ?Diktat?.

Nesse clima de descontentamento surgiu na cena política o Partido Nacional Socialista (ou Nazi), chefiado por Hitler, austríaco de nascimento, que em 1923 foi preso após uma tentativa falhada de golpe de Estado. Na prisão escreveu a obra em que expõe a ideologia nazi e o seu programa político: Mein Kampf (A Minha Luta).

A Crise de 1929 veio afectar particularmente a Alemanha, muito dependente do comércio e dos capitais americanos. A produção industrial afunda-se, e em 1932 o número de desempregados era já de 6 milhões.

A situação de crise favoreceu o crescimento do Partido Nazi: em 1928 tinha 60000 aderentes, em 1932 tinha quase um milhão. Nas eleições presidenciais de 1932 Hitler obtém 13.4 milhões de votos, contra 19,3 de Hindenburg. No ano seguinte o presidente da República nomeia-o para formar governo, e em 1934, com a morte de Hindenburg, Hitler acumula os cargos de Chanceler e Presidente da República, por meio dum plebiscito em que obteve 88 % de votos afirmativos. O Führer (Chefe), em poucos meses, iria estabelecer na Alemanha uma ditadura total. Na qual dissolve o Parlamento e o regime federal, é proclama o III Reich, símbolo da unidade e da grandeza da Alemanha (o nacionalismo); proíbe os partidos da oposição e os sindicatos; controla todos os órgãos de comunicação social, monta uma poderosa ?máquina? de propaganda do Führer e do regime, o nazismo assume uma feição perfeita de totalitarismo; proclama a superioridade da raça alemã (ariana), suscitando o ódio para com os Judeus, o desprezo pelos Eslavos e o desdém pelos Latinos, o nazismo é profundamente racista e antimarxista; Reorganiza e aumenta o exército, enquadrada a juventude em organizações militares (os ?camisas negras?), o nazismo é militarista; proclama a necessidade do ?espaço vital? e da expansão da Alemanha, o regime do Führer é imperialista.

As arbitrariedades da polícia política, Gestapo, com as suas temíveis S.A e S.S. e o terror dos campos de concentração (onde seriam mortos milhões de judeus) constituem porventura os mais característicos símbolos do nazismo.




Veja mais em: História

Artigos Relacionados


- Regimes Totalitários
- I Will Bear Witness: A Diary Of The Nazi Years, 1933-45
- "almirante Canaris" O Príncipe Da Espionagem Alemã
- O Poder Da Palavra
- Mein Kampf (minha Luta)
- A Conjuntura Da Alemanha Na Primeira Guerra Mundial.
- Benito Mussolini O Fascismo

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online