PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


Histórico do Currículo de Pedagogia da UFRJ: a versão oficial



Em julho de 1968, com a Reforma Universitária promulgada pela lei 5.540/68, foi extinta a Faculdade Nacional de Filosofia, à qual se vinculava o Departamento de Educação, criando-se, como desmembramento desta, a Faculdade de Educação do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFRJ, com cursos de graduação, especialização e pós-graduação stricto sensu. No que se refere ao Curso de Pedagogia, em 1970, a nova unidade habilitava o denominado especialista em educação para supervisão escolar, orientação educacional e administração escolar, estando suas ofertas vinculadas ao exercício do magistério das disciplinas pedagógicas do Curso Normal.
No final da década de oitenta, precisamente no ano de 1989, inicia-se na Faculdade de Educação um processo de revisão curricular com ampla participação de todos os segmentos, fruto das intensas discussões nacionais acerca dos dilemas do Curso de Pedagogia e dos novos rumos que deveriam orientar a formação do pedagogo naquele contexto. No debate nacional acerca da redefinição da identidade e da função do pedagogo na sociedade e, conseqüentemente, da responsabilidade da universidade na formação deste profissional, dois aspectos se destacaram. O primeiro dizia respeito às argumentações em defesa da docência como núcleo central da identidade profissional do pedagogo. O segundo referia-se à necessidade de se ter a formação dos professores de Educação Infantil e Séries Iniciais garantida em nível superior. Simultaneamente, fazia-se a crítica à fragmentação do trabalho pedagógico e a defesa de um pedagogo ?integral?.
Os constantes questionamentos postos pelos professores e pelas instituições de ensino quanto à competência do especialista em assumir funções específicas sem conhecer a experiência docente,impunham uma mudança. Estabeleceu-se na Faculdade de Educação/UFRJ a convicção de que o caminho a ser seguido pela Pedagogia passava necessariamente pela valorização do magistério, levando a que se estabelecesse a formação do professor como finalidade da graduação em Pedagogia da UFRJ e colocando-se as demais áreas nos âmbito dos cursos de especialização (lato sensu
).
Após o longo período de debates e sistematização de propostas, aprovou-se o atual currículo do Curso de Pedagogia da FE/UFRJ, que entrou em vigor em 1993, procurando atender, em sua origem, às demandas do sistema educacional brasileiro identificadas à época. Para tanto, suprimiu as habilitações correspondentes à formação de especialistas, manteve a habilitação em ?Magistério das Disciplinas Pedagógicas de 2º. Grau?, introduziu uma habilitação em Educação Pré-escolar e outra em Magistério das Séries Iniciais do 1º Grau.
Em sua justificativa consta como objetivo a formação de um profissional capaz de:
& middot; detectar, analisar, compreender e criticar os problemas da educação no Brasil, posicionando-se em relação a eles;
· atuar nas disciplinas pedagógicas do Curso de Formação de Professores em nível de 2º. Grau, no segmento de C.A. à 4ª. Série do primeiro grau e na educação pré-escolar
Assim, o perfil do pedagogo, entendido como profissional do ensino, é, na atual versão curricular, aquele que:
· tem a docência como base de sua identidade profissional;
· domina o conhecimento específico de sua área (educação pré-escolar, 1º segmento do 1º grau e disciplinas pedagógicas do Ensino Normal);
· tem um conhecimento pedagógico abrangente que lhe permite perceber as ligações existentes entre as atividades educacionais e as relações bio-psico-sociais, econômicas, políticas e culturais em que o processo educacional ocorre; e
· é capaz de ensinar e de produzir conhecimentos.As atuais habilitações oferecidas, com a nomenclatura atualizada, são:
Habilitação A
: Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental (séries iniciais do 1º grau).
Habilitação B
: Magistério em Educação Infantil (Educação Pré-escolar)
Habilitação C
: Magistério das Disciplinas Pedagógicas do Ensino Normal (2º grau)
A estrutura curricular possui 8 períodos e se compõe de um tronco comum, que cobre do 1º ao 4º período do curso e o 8º período. Os três períodos intermediários foram organizados para contemplar as habilitações específicas. O objetivo do tronco comum é fornecer a base de conhecimento e desenvolver as habilidades intelectuais indispensáveis a um profissional da Educação.
Contudo, ainda que o atual currículo compreenda aspectos importantes das atuais demandas do perfil do educador, ele contém lacunas. Ao longo da última década, rápidas transformações de ordem político-social, científica e tecnológica ocorreram, resultando na necessidade de revisão dos perfis das mais variadas formações profissionais. O educador não constitui exceção. Assim, após doze anos de vigência do currículo, tornou-se claro que ele não mais atende às necessidades da formação profissional, pelos motivos que se seguem:
1. A oferta de três habilitações separadas e muito especializadas - Educação Infantil, Magistério das Séries Iniciais do Ensino Fundamental e Magistério das Disciplinas Pedagógicas do Curso Normal, gera uma grande justaposição de disciplinas afins nos períodos finais específicos das três habilitações, além de contribuir para a fragmentação do curso, engessando o corpo docente e obstaculizando a possibilidade de oferta de disciplinas optativas;
2. A restrição ao exercício profissional dos alunos titulados que, após um curso denso e com duração de quatro anos, habilitam-se apenas em uma área muito especializada, encontrando dificuldades de inserção no mercado de trabalho;
3. A ausência de uma habilitação que explicite o fato de que os formandos do curso de Pedagogia são pedagogos-docentes e detêm conhecimentos que os habilitam para atuarem na área educacional em esferas de trabalho e dimensões outras que não a docência;
4. A ausência de uma significativa formação para a pesquisa, em consonância com a consolidação da pós-graduação na Faculdade de Educação e com o perfil da UFRJ.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- O Processode Auto-formação Dos Alunos Do Curso De Pedagogia
- Instituto Superior De EducaÇÃo Do Rio De Janeiro
- A Gênese Do Instituto De Educação Do Rio De Janeiro
- Educação A Distância: Um Estudo Do Perfil Do Aluno De Pedagogia Da Ufrj
- Instalação E Desenvolvimento Das Faculdades De Educação No Brasil
- As Diretrizes Do Curso De Filosofia
- A Educação Que Nos Convém (2)

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online