PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


A Educação que nos convém (2)



· A escola progressiva como estrutura estruturante do processo de desenvolvimento (econômico e cultural) nacional: ?Essa escola mudará e transformar-se-à como muda e se transforma toda atividade humana baseada nos conhecimentos e no saber. Progrediremos em Educação como progrediremos em agricultura, em indústria, em medicina, em direito e em engenharia ? pelo desenvolvimento do saber dos profissionais que o cultivam e aplicam (p. 27)?.
· Com o objetivo de prover a máquina administrativa com as condições necessárias à implantação da escola progressiva, Anísio Teixeira propõe: ?
A criação de pequenos conselhos escolares, locais, constituídos por homens e mulheres de espírito público mas não necessariamente partidário dos munícipes. Tais conselhos administrariam um Fundo Escolar Municipal a ser instituído com recursos provenientes de 20% da receita tributária dos municípios (p. 28).

· Elemento organizador dos Conselhos Municipais:
?Tal força de controle e unificação competiria ao Estado, que a exerceria por intermédio de um conselho semelhante aos conselhos locais e com um Departamento de Educação(p. 29)?.

· O Estado e a formação de professores:
?O Estado estaria com o poder assim, de formar o professor e de lhe conceder o exercício (permanente ou temporário) do magistério(p. 29)?.

· O Estado e suas múltiplas atribuições e competências:
?Sou, por isto mesmo favorável à implantação generalizada de novo sistema, ficando ao Estado a responsabilidade pela formação do magistério em todos os graus e seu respectivo licenciamento, pela supervisão e inspeção dos sistemas de ensino locais de educação (p. 30)?.

· A maior contradição educacional do País:
?Na medida do amadurecimento da consciência nacional para as necessidades educativas, nessa medida se agrava a situação educacional, pelas facilidades e simulações com que estamos ludibriando aspirações cada vez mais vigorosas e conscientes por assim dizer, de todo o povo brasileiro (p.33)?.

· Síntese final dos objetivos de Anísio Teixeira expressos no texto:
?Liberdade e responsabilidade em vez de regulamentação e privilégio é a minha
sugestão
para
a conjetura educacional em que nos debatemos (p. 33)?.



Contribuições para a Pesquisa:

Em termos de contribuições para a Pesquisa, destacam-se: a) A análise do pensamento político de Anísio Teixeira, quando este propõe pela via pedagógica (e também política devido a sua atuação no INEP) intervir nas competências do Poder executivo no que se refere à estruturação e funcionamento da educação brasileira; b) Através da proposta de uma pedagogia ?adequada aos dias atuais?, Anísio Teixeira, traria o pensamento desenvolvimentista para o âmbito da educação brasileira (e, consequentemente, para o MEC pela via do INEP) e a partir deste pensamento articularia em termos políticos, econômicos e pedagógicos alguns agentes sociais favoráveis a seu projeto de expansão quantitativa e modificação qualitativa da Educação Pública. Assim, pode-se dizer que este texto se reveste de especial interesse para o conhecimento de algumas das políticas públicas do INEP nos anos de 1950 e 1960.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Parametros Curriculares Nacionais
- Parametros Curriculares Nacionais
- Anísio Teixeira E A Idéia De Escola Progressiva
- A Educação Que Nos Convém
- Anísio Teixeira E A Implantação Da Escola Progressiva
- O Inep Na Gestão De Anisio Teixeira (1)
- As Dcnem´s E A Ética Da Igualdade

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online