PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


O SAEB: desafios e potencialidades



No texto, Franco apresenta um conjunto de perguntas nas quais em suas respostas, procura discutir as potencialidades, os problemas e desafios relacionados ao SAEB ? Sistema de Avaliação da Educação Básica.

Os objetivos do SAEB podem ser resumidos em três pontos: acompanhamento de sistema educacional: 1) a aferição das competências dos alunos e o estudo de como essas competências evoluem no tempo. 2) Acompanhamento de como o sistema educacional vem se comportando em termos de equidade dos resultados educacionais: é a avaliação de como os resultados distribuem-se em função da origem social do aluno e como isso vem evoluindo ao longo do tempo. 3) Apreensão dos fatores escolares que podem explicar resultados escolares: a busca de características associadas a escolas e salas de aulas efetivas (isto é, que promovam bom aprendizado médio de seus alunos) e de características de escolas e salas de aula promotoras de equidade.

A partir daí o autor explicita as dificuldades de explicações bem fundamentadas em relação aos fatores que influenciam o aprendizado do aluno. Testar os alunos apenas uma vez, significa grande dificuldade para a explicação de efeitos das escolas na aprendizagem. Há também questões em aberto relacionadas com a amostra e necessidade de aprimoramento das medidas de contexto. Contudo o autor se posiciona a favor da continuidade do SAEB, mesmo com todas as dificuldades, afirmando que ainda sim, os resultados dos estudos oferecerão boas estimativas acerca de até que ponto os estudos de corte transversal como o SAEB ampliam o efeito-escola, o que contribui para melhor interpretação de modelagens dos dados do SAEB.

Resta discutir como viabilizar esse tipo de estudo. Uma solução seria o acoplamento de estudo longitudinal ao SAEB, de modo a aproveitar a medida de proficiência já obtida por este. Porém a mais interessante sugerida por Franco seria a efetiva adoção de um Sistema de Avaliação da Educação Básica.

Por fim, características desejáveis de um possível estudo longitudinal passam por oferecer subsídios para a formulação de políticas educacionais coerentes e possibilitar a adequada mensuração de efeito-escola. Sendo assim esses estudos deveriam contemplar características básicas: Capitalização das características positivas, aprimoramento dos pontos falhos, duas medidas de proficiências nem mesmo ano e decisões sobre o acoplamento do estudo com outro já realizado.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- EducaÇÃo: Uma Das Poucas Saídas Da Pobreza
- Processos De Avaliação
- Exame é Uma Bomba?
- Dez Pontos A Rever Na Educação
- Análise Sobre O Texto ?alfabetização E Letramento? Desafios ...
- P.d.e Novo Plano Propõe Salto De Qualidade
- Reformas Educacionais Na América Latina

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online