PUBLICIDADE

Página Principal : Educação


A família na escola:agentes no incentivo da leitura e na formação do leitor consciente



- Capítulo I.
A carência de leitura encontrada nas escolas da rede pública de São Vicente e a ausência de apoio familiar na luta contra esta carência, me levou a procurar meios que pudessem se não sanar, pelo menos amenizar este problema. Através de pesquisas teóricas e de atividades em classe pude colher informações que nos ajudarão, enquanto educadores, a incentivar a leitura e torná-la agradável para o aluno. Focos como família, escola, leitura como processo de aprendizagem e conhecimento, professor-leitor e envolvimento dos pais são as bases deste trabalho.
- Capítulo II
Por causa de um estereótipo onde a leitura é classificada como ?coisa de gente estranha, esquisita, sempre escondida atrás de óculos?, os alunos acreditam ser a leitura uma perda de tempo, o qual eles poderiam aproveitar em outras atividades. Sem o incentivo da família, estes jovens acreditam que a escola é apenas uma fase, que passará e não terá nenhuma utilidade futura. Sem a união da família e a escola, o processo educacional se torna falho, pois não há uma continuidade e assim o ensino se torna unilateral: o professor ensina, o aluno não questiona e os pais se omitem. Em um dos diversos projetos elaborados pelo MEC, os alunos levam a leitura até suas casas, fazendo assim com que os pais participem como ouvintes de seus próprios filhos. Várias experiências deram certo, como........
Estes dois sistemas (família e escola) são estruturalmente diferentes, uma vez que as crianças na família, são usualmente, tratadas como indivíduos e nas escolas como parte de um grupo. As relações da escola com a criança tendem a ser transitórias, impessoais e racionais.
Autores como Ferdinand de Saussere, Daniel Pennac, Don Davis, Maria Helena Martins, Wolfendale, entre outros discutem a questão do envolvimento dos pais no processo educacional de modo a torná-lo efetivo e mais coeso com o trabalho da escola, onde um possa completar as atividades do outro.
- Capítulo III
Na metodologia utilizada procurei respeitar as recomendações científicas neste domínio, bem como as dos especialistas orientadores do trabalho. De forma descritiva, utilizei o questionário e a pesquisa teórica, como base para a identificação das opiniões sobre o tema desenvolvido. A recolha de dados me permitiu apreender e analisar melhor os fenômenos sociais a partir de informações da população em questão e assim, elaborar parâmetros que me ajudem a definir uma visão mais ampla e real da situação em que se encontra o ensino da leitura nas escolas públicas.
- Profissão de Fé.
Assim, acredito na postura individual de cada um em adotar a leitura como um eterno aprendizado para que desta forma consiga-se a autonomia indispensável para o exercício pleno da cidadania.


Veja mais em: Educação

Artigos Relacionados


- Tendências Educacionais
- A Importância Da Leitura Na Primeira Infância I
- Dificuldades De Aprendizagem
- Dificuldade De Aprendizagem
- PolÍtica De FormaÇÃo De Leitores
- Leitura: Paradigmas De Uma Boa Alfabetização
- P.d.e Novo Plano Propõe Salto De Qualidade

 
Sobre o site: Quem Somos |  Contato |  Ajuda
Sites Parceiros: Curiosidades |  Livros Grátis |  Receitas |  Frases e Citações |  Ciências Biológicas |  Jogos Online